PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


DESENVOLVIMENTO INFANTIL E IMAGINAÇÃO



O artigo descreve de forma simplificada o desenvolvimento físico interno, fazendo uma comparação com o desenvolvimento físico externo. O desenvolvimento da fala o aumento do peso, a estrutura, a mudança das feições, das características sexuais e da voz, são considerados desenvolvimentos externos, aqueles que percebemos facilmente. O desenvolvimento interno não podemos observar diretamente, é o caso do cérebro, que coordena a vida da pessoa. A autora do artigo escreve sobre as funções e as características do cérebro humano e destaca a evolução nos conhecimento neste campo. Ela ressalta também a importância da educação e do cuidado com a criança, com idade até seis anos de vida, porque neste período o cérebro possui grande plasticidade, que é, facilidade maior de estabelecer conexões entre as células nervosas. A cultura, a natureza e outros seres humanos constituem, em principio, a mola propulsora do desenvolvimento da criança. O artigo também apresenta uma descrição de certas Constancia do desenvolvimento físico apresentado pela criança. Por exemplo: todo bebe começará a estender o braço para pegar objetos com a mão a partir de três anos de idade; a maioria das crianças começarão a andar no segundo ano de vida, as vezes um pouco antes; a criança aprendera a língua falada em seu meio; toda criança sorrirá e aprenderá sorri de acorda com sua cultura; toda criança começará a desenhar por um risco ligeiramente curvo até chegar a fechar a linha e traçar uma linha reta e ângulos que se aperfeiçoarão até chegar as figuras geométricas. Ao final do terceiro ano de vida a criança inicia um período em que a preocupação principal é absorver o mundo. A criança em seu quarto ano de vida e nos dois a três anos que se seguem, realizará tarefas bem complexas, como desenvolver a ampliar a função simbólica. Sobre a imaginação a autora diz que é a mola propulsora do desenvolvimento da cultura e do desenvolvimento humano em todas as esferas. Por esse motivo, devemos aproveitar a Educação Infantil para desenvolver atividades curriculares que favoreçam a imaginação da criança, e, culturalmente façam parte da infância.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Vygotsky E O Desenvolvimento Humano
- Educar Para Libertar
- Desenvolvimento Motor: Passado, Presente E Futuro.
- A Criança, O Adulto E O Lúdico
- Desenvolvimento Infantil
- Educação E A Sindrome De Down
- O Que é Educação Infantil?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online