PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


O construtivismo na prática de professores de ciências: realidade ou utopia?



O artigo aborda um tema muito discutido o construtivismo que é um referencial teórico de origem Psicológica e Epistemológica que parte da premissa do sujeito como construtor de seus próprios conhecimentos. Esta idéia tem implicações para o ensino escolar, as quais, atualmente, são apresentadas aos professores por um construtivismo pedagógico ou educacional, neste, o aluno é valorizado por sua atividade de construção, sendo o professor apenas um facilitador deste processo. A autora do artigo observou as aulas de quatro professores que diziam tentar trabalhar de forma construtivistas. O Construtivismo pedagógico é uma vertente em que autores interpretam diferentes teorias sobre a aquisição/elaboração de conhecimentos, não só a de Piaget e buscam, a partir delas, orientar a prática educacional. A autora identificou que, no construtivismo pedagógico, o papel do professor é secundário, é o de ser um ?facilitador da aprendizagem?, e que o conteúdo pode ser desvalorizado em prol da construção de conhecimentos. No cotidiano, os professores tentam associar o conteúdo escolar ao conhecimento do aluno, muitas vezes utilizando a representação em figuras e filmes. É possível perceber a preocupação de que estas atividades levem a interpretação e compreensão do que é visto e ouvido. Pode-se dizer que, o construtivismo é posto em prática, para estes professores, em atividades que levem a compreensão, o que não exclui a aula expositiva. Nas aulas observadas, o papel do professor é central na maior parte do tempo, pois, além de coordenar a classe, os docentes não deixam de ensinar, inclusive apresentando conhecimentos (exposição), quando considerado pertinente, e procedem como se a construção de conhecimentos pelo aluno dependesse também de sua ação. Contudo, as condições desfavoráveis da docência, como excesso de alunos e aulas em várias escolas diferentes não favorecem, em absoluto, estas atividades. A autora do artigo conclui dizendo que a implementação do construtivismo nas aulas de Ciências não é utopia, mas realidade. Porém, esta implementação não revolucionou as práticas pedagógicas que ocorrem tradicionalmente na escola. Pode-se dizer que o construtivismo alterou as aulas de Ciências, mesmo que timidamente, consolidando a necessidade de participação dos alunos e de atenção ao pensamento e conhecimentos deles para que os conhecimentos escolares sejam melhor compreendidos, sinalizando melhorias nas aulas. Esta forma de implementação não trouxe um enfraquecimento do papel do professor ou do ensino, como se pode supor a partir da visão crítica das orientações e princípios do Construtivismo pedagógico para a sala de aula.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- O Professor E O Ensino: Ninguém Ensina Ninguém? (1)
- Avaliação Mediadora: Uma Relação Dialógica Na Construção Do Conhecimento
- A Importância Do Enfoque Histórico Cultural Na Elaboração De Aulas De Ciências
- Os Princípios Básicos Do Ensino. In: Didática
- Diferenças Básicas Entre O Ensino A Distância E O Modelo Presencial
- Tradicional Ou Moderno Você Decide
- Construtivismo (pedagogia)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online