PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


?Formação Pedagógica no Brasil?



Devemos priorizar a educação, seguir o exemplo de países como a Irlanda e Coréia que investindo em um programa de educação eficaz colheu frutos que resultou em conquistas mundialmente reconhecidas.
Exemplos bem sucedidos de que, uma educação de qualidade pode ser de grande valia para alcançar bons índices de desenvolvimento econômico no mercado globalizado, em uma época em que a competitividade está cada vez mais acirrada e, se faz necessário uma formação de mão-de-obra mais preparada oferecida pelos mercados emergentes, a temática abordada por Paulo Freire se torna cada vez mais atual e imprescindível.
Paulo Freire aborda de maneira singular a temática da prática-ensino-aprendizagem, um processo de formação de docentes conscientes de que a atividade educativa sobrepõe-se aos paradigmas ultrapassados que tantas vezes são imposto nas escolas e centros de formação de todo o país. Uma maneira bem diferente de ver o papel do professor na formação do caráter de seus alunos, de mero observador á formador de pensamento, atuante e compromissado com a transformação da realidade de seus educandos.
Uma visão um tanto quanto utópica, que exige de cada componente do corpo docente de nosso país, uma verdadeira dedicação, elevando a condição de educador em todos os aspectos, levando a prática educativa ao status de sacerdócio de tão comprometido com a formação de seus educandos, uma realidade excepcional se todos se comprometessem verdadeiramente com esta abordagem, porém este compromisso deve ser assumido por todas as esferas da educação, do mais alto escalão até o mais humilde dos servidores, tanto no âmbito da educação pública quanto na esfera privada. A questão da educação é muito delicada, pois apesar de todos serem a favor da valorização da educação, nada, ou quase nada fora feito em favor de melhorias para a prática educativa.
Seguindo a temática de Paulo Freire e aplicando seus métodos, obteríamos resultados semelhantes ao de países desenvolvidos, tornando-se mais competitivos no mercado mundial, uma vez que, formássemos cidadãos comprometidos com a educação continuada de nível elevado, formaríamos também, mão-de-obra técnica qualificada, a taxa de desemprego cairia de maneira significativa, e a qualidade de vida da população aumentaria de maneira exemplar, o que torna a nossa pergunta cada vez mais intrigante, pois se sabendo de todas as benesses da valorização da docência por que, nada ou quase nada, fora feito pelas entidades regulamentadoras da qualidade da educação brasileira, pois mesmos os centros de ensino dos filhos da classe dominante deixam muito a desejar se comparados às escolas dos países desenvolvidos, e até mesmo se compararmos com outros países emergentes.
Valorizar a educação é uma questão de cultura, educar a sociedade, ensinando-lhes a importância da prática docente é um desafio que todos os educadores deveriam abraçar, somente com a valorização da educação é que poderemos ter a esperança de dias melhores, de uma sociedade decente com valores éticos e morais elevados, onde a sociedade não terá que conviver com escândalos envolvendo autoridades públicas, acusados de desviar as verbas de áreas fundamentais como saúde, educação e segurança. Milhares de pessoas padecem todos os dias por causa de atos imorais e antiéticos de deputados, senadores, governadores, vereadores, prefeitos, enfim homens que deveriam assumir para si condutas exemplares, mas por falta de uma boa formação, acabaram por tomando decisões que influenciaram negativamente a vida de milhares de pessoas, comprometendo o desenvolvimento de toda uma nação, a falta de um educador que lhe ensinassem a pensar certo, que se condiciona a construir o próprio conhecimento e assumindo uma conduta ética e moral no gerenciamento das contas públicas, só isso já seria de grande valia para o desenvolvimento do país, e a melhoria na qualidade de vida da sociedade em geral.
Exemplos de sucesso como os implantados nos Centros de Integrados de Educação Publica, Idealizados a partir de idéias formuladas por outro grande nome no que se refere à educação, Anísio Teixeira, um incansável batalhador pelo ensino público no Brasil, idéias essas seguidas por Darcy Ribeiro ao coordenar um amplo programa de pesquisas sócio antropológico que pela primeira vez, iria aproximar às ciências sociais a educação, pesquisa essa apresentada ao Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais ? CBP. Onde a educação continuada de seus quadros de professores garante uma efetiva atualização dos mesmos.

LIVROS:
Freire, Paulo, Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários á prática educativa, 28ª Edição, São Paulo, Paz e Terra ? Coleção Leitura, 1996.

Mourthé, Arnaldo, Brandão, Roseli, Mizubi, Satiê, Caderno de Textos 4, Rio de Janeiro, Fundação Leonel Brizola ? Alberto Pasqualini ? Projeto Brasil Trabalhista, 2007.



Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Pedagogia Da Autonomia
- Educação Inclusiva No Brasil
- A Educação Pode Tranformar A Sociedade?
- Qualidade Da Educação Básica Depende De Professores Comprometidos
- O Manifesto Dos Pioneiros Da Escola Nova De 1932: Principais Propostas
- Pedagogia Da Autonomia: Saberes Necessários A Prática Educativa
- Processo Educacional

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online