PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


Formação de Professores: pedagogia da qualidade



Resenhado por Matusalem Aliares

Autor B:
  QUALIDADE NA EDUCAÇÃO


SERBINO, Raquel Volpato, org. (et.al.). Formação de Professores: pedagogia da qualidade. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1998. ? (Seminários e debates)


O autor Hugo Assmann é Professor Doutor da Unimep/ Pós-Graduação.


            Esta obra é parte integrante do livro que reúne textos referentes às conferencias e mesas-redondas realizadas durante o II Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Professores, em 1994, promovido pela UNESP, com o apoio de diversas instituições ligadas na área da educação.


O autor faz reflexão sobre a qualidade total e educação mostrando a indissociabilidade da discussão deste tema com o mercado de trabalho.


Para o autor apesar da precariedade das instituições educacionais e da ausência de vontade política para encarar um projeto educacional para valer, este país já conta, com uma vasta rede de reflexão, congresso, eventos, publicações, etc., com sua programação e objetivos até certo ponto autônomos, porém causa estranheza a falta de repercussão nas instituições e organizações que se ocupam da educação no que tange a qualidade. Já a corrente que se apresenta progressista não insere em seu contexto a uma perspectiva de mercado.


Apresenta a visão tradicional da economia capitalista sobre as tarefas sociais (estado paternalista) e a visão neoliberal diferente (Estado-mínimo). O capital passa a ocupar de forma perspicaz e planejada a sociedade civil, não confiando mais ao Estado tarefas cruciais como a Educação, tendo como pano de fundo a manutenção do controle da engenharia social.


De acordo com o que apresenta o autor houve evolução com rapidez de instâncias oficiais (MEC ? Ministério da Educação) e de instituições significativas (Universidades) na campanha pela qualidade.


Assmann destaca a presença da ideologia presente ao plano decenal de educação, onde de acordo com compromissos firmados em eventos internacionais promete além de erradicar o analfabetismo preparar o indivíduo para as exigências do mercado de trabalho, buscando a qualidade.


Segundo Assmann, o projeto educacional dos empresários com o advento da sociedade do conhecimento surgindo em continuação das teorias do capital humano, dos anos 70 e 80, está ocorrendo hoje com a transformação dos conceitos trabalho, produtividade, recursos humanos e outros. Inclusão do habilitados e exclusão dos não preparados, a linha divisória corre sobre o fio da informação e do conhecimento.


O autor fala sobre a relação entre mercado, cidadania e qualidade na educação apresentando a inter-relação com a economia neoliberal que busca submeter tudo, também a educação, a critérios mercadológicos, apresentando uma lógica de exclusão daqueles que não tem poder aquisitivo e vê o cidadão como cliente, o qual é definido pelo poder aquisitivo como consumidor e como força de trabalho. Também fala sobre a visão da cidadania ? educação ? trabalho, onde diz que não há práxis política socialmente significativa sem passar também pelas mediações econômicas.


Os organizadores desta obra recomendam esta publicação para todos aqueles comprometidos com uma reflexão sobre o estado atual dos estudos pedagógicos.




Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Resumo Sobre O Vídeo O Poder Da Visão
- Páginas Para Pensar
- Concreto Verde
- Nossa Pátria
- Caboclinho (folclore Brasileiro 7)
- Resumo: Modelo De Dedicatória
- Cavaleiro De SÃo Jorge (folclore Brasileiro 8)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online