PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


Gestão organizacional e motivação





   Em uma organização é imensurável a importância de cada indivíduo, pois a operacionalização depende da ação dessas pessoas, estando elas isoladas ou em grupos. Porém, em se tratando de motivação e satisfação pessoal no trabalho, o foco é exclusivamente direcionado a somente uma pessoa, ou seja, ao comportamento individual (microorganizacional).


   Há várias teorias que abrangem essa questão, no qual a teoria das Relações Humanas, de Elton Mayo, deu maior ênfase e início do estudo da valorização do ser humano.


  É bastante complexo o estudo do comportamento humano dentro das organizações, devido a diversidade de personalidade, onde a indução subjetiva pode ou não em determinados aspectos induzir no comportamento. Entretanto, na maioria das vezes as estratégias utilizadas são eficazes, gerando um bom resultado para ambas as partes.


  Quando o indivíduo é considerado como um mero trabalhador, sem se importar se ele está satisfeito ou não com seu trabalho, a produção sempre é igual ou decai. Não há a vontade de ajudar no crescimento e desenvolvimento da organização e nem a perspectiva do seu próprio crescimento. A auto-estima tem que ser trabalhada, fazendo com que esses trabalhadores sintam-se satisfeitos e consequentemente motivados a trabalhar e produzir cada vez mais, cabendo ao administrador utilizar as induções subjetivas para alcançar esse fim.




Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Reconvenção
- Sociedades Primitivas: Economia, Fetichismo E Religião
- Ouro E Moeda Na História (1450-1920)
- Aprendizagem Em Cadeia
- Lei De Introdução Ao Código Civil - Licc - 1o. Parte. (introdução)
- O Velho E O Novo: Antropologia Física E História Indígena
- Aprendizagem De Sinais

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online