PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


Você se considera um verdadeiro cidadão?





Incrível, mas para a maioria das pessoas, cidadania significa apenas cumprir com seus deveres com relação à sociedade e, especialmente, estar apto para realizar o ato de votar. E isso é lamentável, mesmo porque, no Brasil, votar não pode ser considerado como exercício de cidadania, por vários motivos, a começar pelo voto que é obrigatório. E ele ainda não é facultativo porque a qualidade da maioria dos políticos que se tem por aí, receia que a população não compareça às urnas. Também porque, essa grande massa humana, chamada povo, é despreparada politicamente, vota sem consciência, troca seus preciosos votos por migalhas (cestas básicas, remédios, etc.), interessada tão somente em ficar em dia com a legislação eleitoral. Essa grande parcela da população, não possui o mínimo senso crítico, mas apresenta uma enorme demonstração de dependência material devido à negligência da União, Estados e Municípios em atender às suas necessidades mais prementes, vivendo em condições quase que desumanas, abaixo da linha de pobreza, servindo apenas de trampolim, em época de eleição, para ''candidatos mal intencionados'' que se instalam nas galerias do poder com os votos ''comprados a preço vil''. No entanto, a prática da cidadania pode ser a estratégia, por excelência, para a construção de uma sociedade melhor."É preciso que se entenda que deveres e direitos devem formar um par constante e que atuem de forma conjunta para resgatar o que tem sido esquecido,como por exemplo:pressionar os governantes a cumprirem suas obrigações perante os cidadãos; acompanhar os atos das autoridades que foram eleitas; conferir se o que foi prometido está sendo cumprido fielmente, verificar se está havendo desvio de recursos públicos, principalmente para enriquecimento ilícito de políticos e pessoas públicas inescrupulosas, ou seja, para atos de corrupção. E a pergunta que fica é esta: nosso povo tem, realmente,exercido sua cidadania? Não, é óbvio que não! E pior, continua alienado, assistindo a novelas, BBBs da vida e outras programações que apenas o bestializam, cada vez mais! O que os ?donos do poder? mais desejam é contar com um trabalhador que não pense, não critique, pois anseiam por ?cabeças ocas?, ''bestas humanas''. Para conseguir que isto continue acontecendo, colocam à disposição desses trabalhadores várias opções, dentre as quais, inúmeros shopping centers, com as mais diversas atrações que, normalmente, não têm utilidade prática, mas alto poder de chamamento, induzindo as pessoas a se endividarem ao máximo, impossibilitando-as de investir em recursos de ordem cultural (livros, revistas sérias). Com isso, as horas vagas de muitos trabalhadores são gastas consumindo, negligenciando o debate público, o exercício da cidadania. A programação televisiva, cada vez mais, é idiota, vicia, e transforma todos em verdadeiros imbecis, repetidores de seus ditames, acabando com o diálogo entre os familiares, empobrecendo ainda mais o intelecto do povo, retirando dele a capacidade de debater assuntos de relevância. Assim, as pessoas só se ocupam com discussões sobre programas e novelas, cujos conteúdos são deprimentes, emburrecedores, já que não abrem a mente humana para analisar quais são as reais condições de vida e necessidades, as ?maracutaias? cometidas por aqueles que elegeram, que se apropriam, indevidamente, do dinheiro que é proveniente dos  impostos que todos são, compulsoriamente, obrigados a pagar. O que esperar dessas pessoas  que aceitam todas essas bestialidades, que acham que está tudo muito ruim, mas, fazer o que, se sempre foi assim? Vota-se naquele político já denunciado, incriminado, mas, repete-se ainda o jargão: rouba, mas faz! O que esses mal-intencionados desejam é fazer com que o povo seja, eternamente,subalterno, dependente da interferência de terceiros para minimizar suas carências e, assim  escraviza-o da forma mais desumana que existe, qual seja, através da ignorância!






Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Esboço Biblico - Chamados Para Perseverar
- Júlio Dinis
- As Expressões E Actividade Criadora
- Ler
- Literatura Infantil
- Padre José De Anchieta (1534-1597)
- João Guimarães Rosa (1908-1967)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online