PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


O Fracasso do Ensino Público Brasileiro: de quem é a culpa????



Em 15 de fevereiro de 2009, em artigo publicado pelo jornal Folha de São Paulo, Gilberto Dimenstein analisa os resultados obtidos no teste aplicado aos Professores da Rede Paulista de Ensino, ou seja, do Estado mais rico do Brasil. E, como bem registra, em função do rendimento apresentado, o resultado é, no mínimo, alarmante! Parece que algo começa a ser desmistificado com relação ao tão propalado fracasso escolar, tirando dos ombros dos alunos a culpa exclusiva pela incapacidade que vêm apresentando em ler e escrever corretamente. Eles são, sim, vítimas de uma estruturação de ensino formal falida, comumente chamada de escola, que apresenta instalações precárias, não possui bibliotecas, laboratórios, etc.. Junte-se a ela, a contratação de professores com baixa remuneração, despreparados e desmotivados, visto que ainda são subordinados a políticas públicas que, como se sabe ?mudam ao sabor dos prefeitos e governadores, ou de seus secretários.? Ressalta ainda a ineficácia dos cursos de formação de professores, que não preparam e nem os capacitam devidamente para exercer um cargo de tamanha importância na formação de pessoas e futuros cidadãos. Pois bem, a escola é ruim, o professor não é valorizado nem defendido pela sociedade e também não se percebe pressão alguma dessa mesma sociedade sobre seus governantes com relação ao caos educacional que se presencia. Adiciona a isso tudo, o protecionismo ainda em vigor nos sindicatos que representam os professores, já que conseguiram na justiça que, mesmo aqueles que tiraram zero no tal teste, não fossem afastados de seus respectivos cargos. Diante do exposto, como bem insiste Dimenstein, não seria mais justo reprovar o Professor e a escola e absolver o aluno? Não seria mais oportuno reciclar esses mesmos professores que se mostraram inaptos para o exercício do cargo e, após isso, caso não se mostrem capazes de se recuperarem, que sejam afastados e também trocados os superiores que os comandam? Também não seria mais justo e leal que prefeitos e governadores fossem igualmente reprovados, caso não demonstrassem empenho e capacidade em melhorar o ensino público? Revela ainda o mesmo autor que já existe em todo o território nacional uma certa movimentação articulada de diferentes entidades, citando como exemplo ?Todos pela Educação?, apoiadas tanto pela UNICEF como pela UNESCO, que visam a aprovação da Lei de Responsabilidade Educacional, que deve ser enviada ao Congresso Nacional como ocorreu com a Lei de Responsabilidade Fiscal, já aprovada em pleno vigor social. Finaliza seu ato de protesto e de indignação (o qual todos os cidadãos de bem compartilham), afirmando que, para os filhos de pais ricos ou de classe média alta, essa Lei já existe, pois seus filhos estudam em escolas privadas de boa qualidade, que não admitem que os professores faltem abusivamente ao trabalho, que os diretores sejam trocados constantemente e que crianças e jovens saiam da escola sem saber ler e escrever adequadamente. Por muito menos, problemas bem menores que os apresentados pelas escolas públicas, esses mesmos pais reclamam, exigem e, certamente, são atendidos prontamente em suas reivindicações. E a pergunta que deixa para que se reflita é a seguinte: é apenas o aluno que deve ser reprovado no ensino público ou, junto com ele, as escolas e os políticos brasileiros? Vivemos realmente em uma democracia se não são oferecidos os mesmos direitos a todos os indivíduos, indistintamente de sua classe social, especialmente no que se refere à sua formação educacional e preparo para enfrentar um mundo cada vez mais seletivo de capacidades individuais que foram plenamente estimuladas e desenvolvidas? Pense nisso.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- EducaÇÃo: Uma Das Poucas Saídas Da Pobreza
- Inglês
- Aprovação Escolar Sem Mérito: Que Motivos Há Para Estudar E Aprender?
- P.d.e Novo Plano Propõe Salto De Qualidade
- De Pais E Professores
- O Papel Dos Educadores
- Dez Pontos A Rever Na Educação

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online