PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


A Gerencia Holistica



A Gerência Holística

Por Abraão Dahis*



Os irmãos Fung descobriram na década de 80, que podiam entregar encomendas com custos e preços reduzidos e, ainda muito mais rápido, se dividissem a respectiva produção em várias etapas, cada qual sob a responsabilidade dos respectivos fabricantes, mesmo se estes estivessem espalhados por diferentes países.

Se um cliente lhes encomendasse a produção de 100 mil calças de certo modelo e com determinadas cores, a companhia escolheria uma empresa para fornecer o fio, outra para tecê-lo e uma terceira para fazer o tingimento. Diferentes fornecedores serão encarregados da produção de zíperes e botões. O corte, a costura e o acabamento serão confiados a outras indústrias. No total, mais de 10 mil fornecedores distribuídos em 40 países. O mais impressionante é que, se o mesmo pedido fosse repetido pouco depois, a Li & Fung fará uma nova seleção de fornecedores.

Criaram assim uma rede de fornecedores impressionante, onde cada um é participante e responsável por sua parte, logisticamente gerenciado através de uma eficiente comunicação entre eles, para que cada um saiba exatamente sobre sua importância dentro do "Projeto-encomenda". Cada encomenda é tida como um PROJETO único e temporário, ou seja, com gerenciamento de escopo, tempo, custo, qualidade e outros processos presentes nas melhores práticas apresentadas pelo Guia PMBoK, Project Management Body of Knowledge, do PMI Project Management Institute, EUA.

Desta forma, a Li & Fung conseguiu no ano passado, ser responsável por 4% dos volumes de roupas importados pelos Estados Unidos. O mercado americano consome 70% das exportações da Li & Fung, seguido pela Europa, com 18%. Fantástico não?

Veja o que afirmam os consultores americanos John Hagel e John Seely Brown, num estudo em que analisam o sucesso da empresa: "A Li & Fung consegue orquestrar essa rede complexa e flexível porque detalha as especificações de cada item a ser produzido por parceiro e deixa a decisão de como executar a tarefa por conta de cada um e, ao definir a cor de um produto, por exemplo, não diz como produzir essa cor."

... e deixa a decisão de como executar a tarefa por conta de cada um... Arriscado? Claro que sim! Porém riscos são gerenciáveis, como Gerentes de Projetos, nós não aprendemos isso?

A ?Administração Holística? tem como base que a empresa não pode ser vista como um conjunto de departamentos que executam atividades isoladas, mas sim como em um conjunto único, com um sistema aberto em continua interação. O que podemos chamar também por Teoria Sistêmica pois tudo faz parte de um mesmo sistema.

Tendo em vista que, além disso, a abordagem holística também propõe uma integração de conceitos como a valorização da  intuição no processo, vejo muitas ?características holísticas? no sistema adotado pela Li & Fung.  Eu diria que, por um lado, o sistema é globalizado e logísticamente bem estruturado, e por outro, um modelo de sucesso em gerenciamento de projetos, onde cada Encomenda-cliente é tida como um Projeto, único e temporário, com metas e marcos a serem atingidos, de forma a atender não só aos requisitos de milhares de stakeholder-fabricantes, como aos Stakeholders e às necessidades do cliente-master.

Para encerrar este artigo, proponho a leitura do livro ?A Profecia Celestina? de James Redfield e uma reflexão sobre ele.

A Profecia Celestina é uma parábola que mostra através de uma aventura nas selvas Peruanas, a busca pelo mistério da vida e da elevação espiritual. Esta busca se da através da revelação de 9 (nove) visões que cada ser humano terá sucessivamente para  alcançar níveis mais elevados, as quais aqui, me ouso a comentá-las, relacionando-as ao nosso tema de gerenciamento de projetos.

São elas:

1. "Ao nos conscientizarmos da existência da coincidência estamos nos sintonizando com o mistério do princípio fundamental da ordem no universo"

Meu comentário: Faz parte da necessária visão sistêmica e da aceitação de que somos incapazes de gerenciar as incertezas, somente os riscos, através principalmente, de suas probabilidades e impactos.

2. "A Segunda visão é a consciência de que nossa percepção das misteriosas coincidências da vida é uma ocorrência histórica significativa"

Meu comentário: Faz parte da fase de integração e encerramento, onde podemos além de ?juntar o todo?, aprender com as lições históricas destas ocorrências misteriosas.

3. "Quando nos transferimos para uma vibração mais alta, as mensagens tendem a chegar mais rapidamente.  Quando usamos nossos dons e habilidades com a intenção correta, as coisas vêm até nós"

Meu comentário: Faz parte da fase dos processos de Recursos Humanos, atentar para dons e habilidades não somente daqueles que as demonstram mas, principalmente daqueles que, dentro da equipe, podem expandir seu potencial ao nível máximo.

4. "A Quarta Visão é a consciência de que os seres humanos, com freqüência, rompem sua ligação interior com essa energia mística. Em decorrência disto, temos tido a tendência de nos sentirmos fracos e inseguros, e com freqüência procuramos nos reerguer sugando a energia de outros seres humanos"

Meu comentário: Faz parte da questão da concorrência cuja solução talvez, esteja na Estratégia  do Oceano Azul de W. Chan Kim e Renée Mauborgne, seus autores, e ainda, acredito que esta quarta visão, esteja ligada também aos conflitos que acontecem dentro das equipes e que fazem com que inúmeros projetos fracassem.

5. "A Quinta Visão é a experiência da ligação interior com a energia divina, e como ela expande nossa perspectiva de vida"

Meu comentário: ... continua na parte 2




Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Qs: Inteligência Espiritual
- Avaliação De Desempenho
- Papa Paulo 16
- O Que é O Jornal De Empresa?
- Iss - ComposiÇÃo GrÁfica
- Economia De Mercado X Economia Planificada
- Resumo Sobre O Vídeo O Poder Da Visão

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online