PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


Fila por vaga em creches ganha 30 mil crianças em 3 meses em São Paulo



A notícia é bem clara e não se trata de nenhuma novidade para milhares de famílias que permanecem na fila de espera por vagas nas creches e nas pré-escolas da rede municipal da cidade de São Paulo que, só nos três últimos meses cresceu 40%, passando o déficit na educação infantil (zero a 5 anos) de 72.192 para 101.719 nomes. É natural que, com o aumento da crise financeira (a tal ?marola? que nossa Presidente se referiu meses atrás), há o aumento assustador do desemprego e, com isso, só tende a aumentar a tal fila por uma vaga em creches municipais ou conveniadas. Só para que se possa ter uma idéia do agravamento da crise, contabilizam-se, atualmente, 67.619 crianças (de zero a três anos) cujos pais não conseguem um lugar para seus filhos permanecerem, total este que era de 10 mil a menos em dezembro,ou seja 57.607. Quanto à pré-escola, há 34.100 crianças na lista de espera, contra os 14.585 anteriores. No último cálculo, divulgado há menos de um mês (com dados de dezembro), o secretário municipal da Educação, Alexandre Schneider, afirmou que os números estavam próximos da realidade. O prefeito Gilberto Kassab (DEM) seguiu a mesma linha. Em 14 de março, durante evento, disse que os dados estavam corretos e elogiou o sistema de recadastramento adotado pela secretaria, com o envio de cartas às mães interessadas. A promessa de zerar a demanda em creches é uma das principais promessas feitas pelo prefeito da maior cidade do país, Gilberto Kassab durante sua campanha eleitoral, no ano passado, em campanha eleitoral, tendo ele nesta semana reafirmado o compromisso de apresentação do plano de metas de sua gestão. No entanto, as coisas parecem que não estão saindo a contento e, por esse motivo, já há projetos na Prefeitura Municipal de São Paulo para o estabelecimento de parcerias com a iniciativa privada para a construção e coordenação de novas unidades. O acordo, segundo a assessoria do prefeito em questão, apressaria o processo e reduziria os custos da gestão. O TCM (Tribunal de Contas do Município) estuda o projeto para decidir se o aprova ou não na próxima semana. Mais uma vez, infelizmente, constata-se o descaso com a educação de nossas crianças e jovens, o que deveria ser prioridade nacional. Já passou da hora de nossos políticos deixarem de lado suas vaidades pessoais e se comprometerem efetivamente com as necessidades básicas da população. Um povo que não recebe a devida e adequada orientação e respeito educacional, não pode ser considerado com um dos salvadores da pátria, de tantos outros, que pouco se importaram até então, com as condições de miserabilidade e de descaso tanto no que se refere ao processo educacional, quanto à sua saúde, ausência de segurança, de moradia digna, elementos essenciais para que se possa desenvolver em cada indivíduo, a formação voltada para a a cidadania. 


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Http://www.tudoagora.com.br
- P.d.e Novo Plano Propõe Salto De Qualidade
- Informe & Ação
- Mega Memória Da Economia - A Hora Do Pesadelo 4
- Por Que Alfabetizar Tão Cedo?
- Evasão Escolar ? Nenhuma A Menos. Sem Exceção!
- O Teatro Como Fonte De Conhecimento

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online