PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


A substituição do petróleo por etanol



                                                    CONSUMO CONSCIENTE

A utilização dos derivados do petróleo impulsionou a Revolução Industrial e o desenvolvimento de máquinas cada vez maiores e mais potentes, fez com que aumentasse cada vez mais a exploração deste recurso.

A degradação ambiental está relacionada ao capitalismo, que encontra sua base de sustentação no processo de produzir e consumir para continuar a produzir, vive-se no desenvolvimento calcado no consumo. Esse modelo necessita cada vez mais de recursos naturais como fonte de energia ou matéria prima, sustentando assim o sistema político-econômico mundial, o capitalismo.

A exploração rápida dos recursos naturais fornece um crescimento econômico apenas em curto prazo e as conseqüências ambientais, em alguns casos são irremediáveis. Alguns economistas argumentam que quando o mundo compartilha da posse de um recurso, há uma forte tendência à super exploração e ao mau emprego do recurso. Este conceito foi desenvolvido por Garret Hardin em ?A tragédia da propriedade comum?.

Cada vez mais se faz necessárias intervenções no sentido de atenuar os impactos negativos causados pela intensa exploração de combustíveis fosseis por fonte de energia mais barata, menos poluente e que supra a necessidade de uma população crescente.

Cada uma das alternativas de produção de energia apresenta algum tipo de impacto ao meio ambiente. Por isso desde 1973, com a primeira crise do petróleo, o Brasil criou talvez a maior experiência mundial na produção de energia provinda da biomassa, foi uma alternativa criada com objetivo de substituição de petróleo devido às oscilações de preço devido a pouca oferta do produto.

Esse programa visava a utilização do etanol, para isso foi preciso criar toda infra estrutura de plantio, destilação e distribuição para atender ao mercado consumidor. Paralelamente fazia-se necessário um esforço dos fabricantes de automóveis em desenvolver motores movidos a álcool. Primeiramente o álcool foi sendo adicionado à gasolina, para posteriormente existir veículos movidos somente por álcool.

Apesar do êxito alcançado em 1986, o preço do petróleo caiu ao mesmo tempo em que acontecia o aumento dos preços do açúcar, o álcool  perdeu a competitividade no mercado. Ficou claro que o sucesso do Proálcool dependia das oscilações do preço do petróleo. No entanto, deve-se destacar o lado positivo desta iniciativa, é que utiliza uma fonte de energia renovável, totalmente nacional e menos poluente, quando comparada à energia produzida a partir de combustíveis fósseis, além de ajudar na geração de empregos e desenvolvimento das áreas rurais.

O grande problema foi o retorno do petróleo, como fonte de energia mais utilizada no mundo atualmente,  mas seus impactos ambientais negativos são grandes, além de tratar de uma fonte de energia não-renovável.

É preciso que o mundo aprenda a depender menos desse recurso, usando-o somente em produtos em que ainda não foram encontrados soluções de substituição. No caso do combustível ele já pode ser substituído contribuindo para diminuição do efeito estufa, chuvas ácidas promovendo a qualidade do ar e do bem estar social. O petróleo é tão importante e necessário que devemos pensar no racionamento.

O álcool como combustível, proveniente da biomassa, é possível ser obtido da dilatação de qualquer vegetal que possa fermentar. A cana de açúcar destaca-se pela auto produção em nosso país, com um processo simples podendo ser obtido até por pequenos e médios produtores rurais, ajudando no desenvolvimento rural.

É preciso estudos e pesquisas para que esta possibilidade não se torne um problema futuro, para isso devemos contar com programas governamentais e leis rigorosas de respeito e fiscalização. Faz-se muito necessários cuidados ligados a monocultura utilizando as mais diversas opções racionais para minimizar impactos ambientais. Provando que é possível conciliar a produção do etanol sem agredir o meio ambiente promovendo o desenvolvimento sustentável sempre.

A consciência ecológica é inseparável da consciência social, como a luta pela proteção da natureza é inseparável da luta pela realização da condição humana. É dessa consciência que depende tanto a realização da condição humana quanto a sobrevivência de outras espécies.

                                                  DIMINUIÇÃO DO EFEITO ESTUFA.

Um dos grandes desafios do mundo hoje é a questão das mudanças climáticas, que tem algumas de suas origens, ligadas ao setor energético. Os gases de escapamento dos automóveis movidos à gasolina contêm muito mais substâncias do que apenas dióxido de carbono e água, além desses o escapamento dos carros, libera monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio e hidrocarbonetos não queimados. .

De acordo com investigadores da Embrapa, o processo de extração e de refinação de petróleo é mais poluente do que o cultivo e o processamento da cana de açúcar. Este estudo levou em consideração as emissões de gases dos veículos e também os poluentes durante todo processo de produção, processamento e distribuição do combustível.

A substituição da gasolina pelo etanol pode diminuir as emissões de gases responsáveis pelo aquecimento global até 73%. Alto percentual de gases do efeito estufa vem do uso de combustíveis fósseis. E aproximadamente 85% da energia mundial são provenientes de energias não renováveis. Por isso é preciso pensar e incentivar pesquisas como o etanol, que além de conseguir diminuir os impactos negativos do aquecimento global, com uma fonte de energia alternativa limpa, renovável e competitiva. A produção de biocombustíveis a partir de cana de açúcar é uma forma de democratizar energia, pois não há necessidade de se ter uma reserva fixa de matéria prima como no caso do petróleo.

               




Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Etanol - A Hipocrisia De Um Combustível Sustentável
- Produção De Etanol
- Crise Energética
- Verdades Sobre A Crise De Alimentos
- Aquecimento Global E O Álcool Brasileiro
- Brasil, Vilao Ou Heroi Do Mercado De Etanol?
- Cop-15 (conferência De Copenhague)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online