PUBLICIDADE

Página Principal : Artes


Hendrix



HENDRIX Carlos C. de Andrada É chavão afirmar ? e, sem dúvida, de praxe ? que Jimi Hendrix é o maior instrumentista do Rock e, talvez, de todos os tempos. O melhor guitarrista também, já que aliava velocidade, contundência, criatividade e sensibilidade. Ele abalou as estruturas do cenário musical de sua época, ao introduzir ? e por que não dizer inventar ? um estilo de tocar totalmente baseado no improviso e na criação espontânea de riffs. Hendrix fazia músicas poderosas, que podiam ser alegres ou tristes, agitadas ou lentas, mas que traziam letras inteligentes e ao mesmo tempo fáceis de entender, cotidianas e paralelamente pessoais e introspectivas. Compunha canções que podiam ser de Hard Rock, Blues, Jazz, Folk. E essas composições podiam ser de um desses estilos isoladamente ou conter elementos de todos ao mesmo tempo. Uma qualidade notável em sua personalidade era valorizar outros músicos que tocavam guitarra também ou outros instrumentos, mesmo que não fossem profissionais nem famosos. Em seus discos há inúmeras participações de músicos que tocavam os mais variados instrumentos e faziam toda sorte de experimentação. Quanto mais inusitado e original fosse o talento do sujeito, mais Hendrix o admirava. Sem formação erudita ou acadêmica, o guitarrista afro-americano tinha uma voz grave, na opinião de alguns até desafinada, mas que combinava com seus dedilhados, acordes e solos como poucas vezes se viu em artistas do século XX. Seu alcance foi de uma magnitude quase incomparável e só não foi maior por ser ele um homem negro num país estraçalhado e corroído pelo preconceito e pela intolerância. Porém ele superou essa dificuldade, entre outras, para se tornar, por seu mérito, sua ânsia de viver e sua genialidade, um mito e uma lenda que ultrapassa os limites do Rock, da música e da arte. Sua morte trágica e precoce, apesar de significar uma perda irreparável e abrir um vácuo sem preenchimento, somente serviu para aumentar sua influência musical, seu efeito no comportamento dos que restaram e nos que vieram depois, principalmente nos jovens. Sua figura rebelde, no entanto terna e humilde, rachou o moralismo que enfatizava o falso dogma de que usuários de drogas são improdutivos e agressivos. A premissa que ficou foi que não importam nem interessam seus vícios e sua promiscuidade, Hendrix era um gênio, foi um homem que explorou ao máximo seu potencial artístico de criador e será lembrado como figura e divisor de águas. O monstro sagrado da guitarra nunca perderá sua majestade de anti-herói da contra-cultura, jamais deixará de penetrar corações e permear espíritos revoltados e libertários, e será eterno, através de suas músicas. Basta ouvir meia dúzia das canções: Foxy Lady, Voodoo Chile, Drifting, Straigh Ahead,Red House, In From the Storm, todas permanecem clássicos incontestáveis, já estavam à frente de seu tempo e continuarão assim. Talvez a maior qualidade de Hendrix, ao contrário do que muitos afirmam, fosse sua simplicidade na disposição dos acordes e notas, que demonstrava uma criatividade ávida e passava instintos e sentimentos universais, de todos nós.


Veja mais em: Artes

Artigos Relacionados


- Http://ouvir-musicas-portugu Esas.blogspot.com
- Punk - Relato Essencial
- Análise Do Uso De Músicas Conhecidas
- Abigail Moura - Orquestra Afro-brasileira
- Www.wikipedia.com
- Misturas Culturais Na Música.
- Http://celtastoday.blogspot. Com/

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online