PUBLICIDADE

Página Principal : Artes


Crônica / Uma pessoa famosa



Quando menino modelava barro de argila e entalhava madeira sob as vistas do senhor Macieira um escultor famoso na cidade e meu vizinho lá na vila e que me dizia que corria sangue de artista em minhas veias . Eu queria ser famoso para ser reconhecido nas ruas pelos fãs não queria acordar todas as manhãs na fila dos desconhecidos . Mas o destino maroto como ele só me deu um nó e mudou meu caminho pois achou que eu não era mais um garoto e não podia mais ficar sozinho então casei e criei família. Mas para sustentar a esposa , um filho e uma filha me desviei da trilha que me levaria ao estrelato . O fato é que dessa maneira deixei de lado o barro e a madeira e fui trabalhar em uma oficina de carro . Hoje sou um funileiro artesanal e como restaurador de automóvel antigo já apareci até na revista .Porém o sonho de juventude ainda é um objetivo , ainda não morreu e esta vivo em minha mente . Um pouco diferente é verdade pois a escultura já não tem mais nada a ver comigo , minha meta é outra e apesar de não ter cultura e não ser um poeta , não ser nenhum Guimarães Rosa e não saber fazer poesia de amor nem verso e prosa ainda colocarei meu nome na história como escritor e serei enfim uma pessoa famosa.


Veja mais em: Artes

Artigos Relacionados


- Testemunho (maria Luiza De Carvalho)
- Crônica / Na Rua Do Meu Destino
- O Que Fazer Com A Criminalidade?
- Esclarecimento E ConfissÕes À MÃe-artista
- Um Rei, Um Sonho, Uma EstÁtua, O Mundo
- Poesia / Sucessos Do Momento
- Como Vencer A Timidez

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online