PUBLICIDADE

Página Principal : Artes


O REVÉZ DAS INFORMAÇÕES!



Nós somos uma raça que não tem quase nenhuma analogia entre os nossos procederes de comparações, no tocante a semelhança dos nossos entendimentos, em compensação com o que tomamos conhecimento, oriundo de várias fontes, fidedignas ou... Falsas dolosamente! Com a ressalva das, vindas a nós, culposamente, pela incapacidade de discernimento mental e oratório do projetor Delas.


A natureza humana nos permite a índole nos formando o caráter, visando a nossa conduta moral, se recebermos informações e exemplos dignificantes e, sem manchas defectíveis, certamente, nos transformará em honesto e cumpridores das nossas obrigações inerentes a união da justiça entre os homens, porém, se essas informações, forem híbridas de malefícios cruzados em prol da imoralidade, nos transformaremos em... Feras humanas! A destruir todos os bons predicados da virtude que tenhamos apreendido anteriormente.


Para mim, um mero empírico consciente, a principal ?arma? benéfica para nos livrar das ilusórias e falsas informações, vindas a nós, se resume em: Observar... Analisando! Os prós e os contras do que nos chegue ao conhecimento, diuturnamente, inclusive, às que venham dos nossos amigos, familiares, professores, ou seja: De quem confiamos, pois, Eles podem estar nos informando de forma culposa (Sem conhecimento pleno ou, dolo!).


Se prosseguirmos, como vem ocorrendo, sem nos importar em fiscalizar e analisar os informes, acabaremos por nos transformar em intermediários Deles, engrossando os dissabores nossos e, dos outros.


Não tenho nenhuma cátedra universitária para orientar, didaticamente, a ninguém, entretanto, sou possuidor do saber da maturidade adquirida nos meus caminhos de vida (desculpem-me), por isso, ouso, apenas, como uma modesta informação (também sujeita a análise) citar algumas notícias e informes, que vejo e, ouço nos meios de comunicações ou, ao meu derredor, a saber:


?Exigir cadeirinhas, em automóveis para o transporte de crianças de até sete anos de idade, no entanto, não o fazendo para o transporte em veículos escolares e coletivos! Será que tal liberalidade ocorre em razão de não importar que as crianças, sem as cadeirinhas, venham a acidentar, podendo, até, vir a falecer?

??Todos são iguais perante as Leis!?, entretanto, essa máxima nem sempre é cumprida, ocorrendo várias discriminações, baseadas no poder financeiro ou, do clamor público, no primeiro caso, o dinheiro não pode ter comandamento sobre o Ser humano e, no segundo, O Clamor público tem a idade média de sete anos para cada reclamante, portanto, não podendo servir de base para julgamentos, pois, foi um clamor público que absolveu Barrabás e crucificou Jesus.

?Para que tantos sinais secundários de trânsito de veículos em nossas avenidas e ruas se, o motorista, para se habilitar junto aos Detrans, têm que passar por auto-escolas e provas de capacidade e aprendizado das leis de trânsito. Tais sinais e alertas seriam, apenas, para justificar algumas multas de trânsito?

?A existência de várias Escolas mirins infantis, anteriores à primeira série do estudo fundamental, afastando as criancinhas de seus pais ou responsáveis (dede que idôneos) Seria melhor mesclar as escolinhas com a citada primeira série, aos sete anos e, daí, prosseguir até a Faculdade!

?Apesar de a nossa Medicina estar bastante evoluída, quando procuramos um médico para um exame simples e corriqueiro, nos submete a vários exames laboratoriais, às vezes, inconseqüentes e desnecessários (a meu ver) e, quase que, comumente, quando um enfermo rico procura o médico, Ele é, imediatamente, internado num hospital, porém, sendo Pobre, é mandado tomar os remédios em sua residência. Seria isso, a força discriminadora do poder monetário?

?Já informei, em outro texto, dos excessos de cargos e funções, ditas superiores, porém, não necessárias em sua totalidad



Veja mais em: Artes

Artigos Relacionados


- Gestão Organizacional E Motivação
- Aprendizagem Por Discriminações
- A Troca E A... DecepÇÃo!
- Nossa Pátria
- Metralha De... Luz!
- Política Educacional No Brasil
- As Parceriais E Os NeÓfitos!

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online