PUBLICIDADE

Página Principal : Artes


http://www.dricaqueiroz.com. br



  Os povos que disputam a primazia da invenção do vidro são os egípcios e os fenícios, notícias mais verossímeis, relatam que

o vidro surgiu pelo menos 4.000 anos A.C.

Sua decomposição é gerada a partir de 4.000 anos.Parece que o 4 acompanha à história do vidro,de forma enigmática.

Existem vários processos com o vidro,o de vidro temperado é um deles,fusão calórica entre 700° e 800° por intermédio de um forno e um resfriamento com choque térmico, causando aumento da resistência por compactação.

O aumento de resistência destes vidros temperados,podem chegar até a 87%.

O vidro após o processo de têmpera, não poderá ser submetido a recortes e furos. Ganha mais resitência,mas se finda dentro de si mesmo.

Assim parece ser a arte escultorica da Artista Paulista Drica Queiroz,quando transita pela Arte do Vidro.

Apesar destas técnicas serem muito antigas e por si só são também extremamente modernas, ativas,e corretas.

Nas décadas passadas,vimos um transitar excessivo pelos corredores das produções artísticas nas Artes Plásticas Brasileiras e Internacionais,de uma infinidade de derivações plásticas.Fato que ocorreu exageradamente nas Artes Escultóricas Modernas,Concretas e Pós-Modernas.

O Poliester,o acrílico,o plástico,o galalite,às inúmeras derivações plásticas,principalemente vindas do Petróleo.

Parece que agora,exige se o afastamento de qualquer comportamento anti-ecológico.E por conta disto,vários artistas contemporâneos,se voltam para o vidro,objetivando o mesmo resultado visual,à transparência,os efeitos com a dimensionalidade,e se colocarem politicamente corretos frente as novas exigências da grande cobrança social de seu tempo.

Mas alguns Artistas Modernos brasileiros,irão em breve,

ingressarem na arte do vidro,mas a Artísta Plástica Drica Queiroz,

já transita neste universo,a algum tempo,

e com isto alcançou reconhecidamente à maturidade.

Por conta,deste antever,desta posição nata de vanguarda,desta maestria escultórica que a artista paulistana Drica Queiroz,já é apontada pela crítica especializada nas Artes Plásticas,tanto no Brasil como na Europa,e na América do Norte,como uma das mais promissoras artistas brasileiras da nova geração,que vem alcançando fama,reconhecimento público e renome internacional,no ambiente hermético da

Arte Escultórica Contemporânea Mundial.

Drica Queiroz,é bem mais do que uma mediadora habilidosa de uma técnica milenar,é na verdade uma artistas sensível e organizada,teimosa consigo mesma e persistente,fiel e afetuosa com sua Arte.

A explosão de afetuosidade na criação,transparece a cada detalhe de cada canto das esculturas da artista,o amor exagerado pela técnica,o exercício insano de expressar de forma mais simples,e objetiva,o sentimento,à expressão

imprecisa que não navega por estabilidade alguma.

É a arte e a tenacidade da técnica sua verdadeira luta

para atingir o seu mais que perfeito.

A menina Drica é muito ligada a sua família,suas origens.

Mas ao mesmo tempo,busca cada vez mais,mais visibilidade,

por sua arte,e o entendimento de fato,do que o coração

sonhador,sempre diz.

Bem mais além dos lógicos objetivos,que podem bastar para alguns artistas.Drica Queiroz,é impaciente,a maior parte do tempo,quando cria,

antes de encontrar

à sintese mais que perfeita de cada forma,não consegue deixar fluir.

Comumente Drica Queiroz é reservada e pensativa.

Mas parece,mesmo que a cada nova imagem refletida frente ao espelho,

de cada nova escultura de Drica Queiroz,o mundo a vida,redescobrem-se por uma nova face mais bonita,e enigmática.

Na verdade parece me que a Vida ao redor,a Identidade e a Personalidade da Artista e da Mulher Drica Queiroz,reinventam se por inteiro,após cada imagem justificadamente refletida em cada parte lisa e polida do Vidro Liquido,

de cada uma de suas criações.

Penso que cada feixo de luz embrionário,prismáticamente é decomposto por cada composição feita pela a Artista Drica Queiroz,e revela se em vida,na tonalidade própria da atmosfera exata,

que todos nos gostariamos de vivermos um dia.



Veja mais em: Artes

Artigos Relacionados


- A Educadora Arte
- O Papel Dos Meios De Comunicação E A Massificação Da Arte
- Materiais Para Construção De Veiculos Em Miniatura
- O GuardiÃo Da Arte: Entrevista De Robert Hughes
- Eça De Queirós
- Http://pt.wikipedia.org/wiki /marchand
- Automação ? A Nova Revolução Industrial

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online