PUBLICIDADE

Página Principal : Artes


O Modernismo em Portugal



O processo tecnológico, as disputas das grandes potencias por mercado de consumo, os movimentos políticos nacionalistas e a Primeira Guerra Mundial trouxeram transformações à comunidade européia, atingindo as artes em geral e a maneira de olhar o novo cenário que se impunha.

Surgiram então várias manifestações artísticas chamadas correntes de vanguarda. Esses diferentes movimentos tinham posições comuns em relação às artes: ? Liberdade, interpretação pessoal da realidade, ilogicidade e a busca de novas formas de expressão.?

Aparecendo assim o futurismo de Marinetti _ Itália; O Cubismo de Picasso na Espanha, o Dadaísmo suíço, o Expressionismo alemão e o Surrealismo francês.

A publicação da revista Orpheu em 1915 foi o marco inicial do Modernismo em Portugal.

A sociedade viva uma saturação de crise e a degradação de valores. Os modernistas portugueses responderam a esse momento agredindo o sistema com escândalo e sarcasmo, investigando as regiões inexploradas e indefinidas do inconsciente entregando-se às vertigens das sensações da vida moderna. Era preciso esquecer o passado, comprometer-se com a nova realidade e interpretá-la, cada uma se seu modo.



Veja mais em: Artes

Artigos Relacionados


- Vanguardas Europeias
- Renascimento E Maneirismo
- Pablo Picasso _ Fases
- Painel Dos Movimentos Históricos No Brasil
- Quadro Demonstrativo Das Escolas Literarias Em Protugal E No Brasil
- O Modernismo No Brasil
- Pós-modernismo, A Lógica Cultural Do Capitalismo Tarcio

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online