PUBLICIDADE

Página Principal : Cinema e Teatro


Opiniões criticas a um filme imperdível_Unforgiven, de Clint Eastwood




- De acordo com Roger Ebert, do Chicago Sun Times, Unforgiven tem lugar no momento em que o velho Oeste se torna novo, em que se está a reestruturar. Os poucos pistoleiros profissionais que restam são seguidos, constantemente, por jornalistas que entendam por bem escrever suas histórias. O Oeste Selvagem está em extinção, apenas vive na memória daqueles que em 1880 estão já na meia-idade.
Até no seu próprio estilo visual o filme reflecte uma era passada. O primeiro plano do filme consiste na visualização de uma casa, uma árvore e um homem junto a uma sepultura. É pôr-do-sol, na vida deste homem e da Era que ele representa. Muitos dos planos exteriores do filme são abertos, procuram mostrar a vastidão do terreno. Os interiores, diurnos, por outro lado são fechados, com a luz do sol entrando pelas janelas de forma a tornar as figuras no seu interior escuras e ébrias, mesmo difíceis de ver. Demonstrando assim que o facto das pessoas se fixarem num determinado lugar, construindo casas e vivendo nelas, com mais conforto que no passado, havia-as tornado distintas. O elo com um passado selvagem num Oeste indomável, havia se quebrado.

Um dos temas correntes de Unforgiven é a incompetência dos caçadores de prémios.

O domínio representativo por cenas, é geralmente distribuído de forma mais equitativa entre os actores em cena, pois David Webb Peoples, inspirando-se em modelos tais como o de John Ford, ignora a tradição de ser apenas a estrela a dominar todas as cenas, criando desta forma uma rica galeria de representações secundárias.
O titulo do filme é também bastante intrigante, será que Munny ainda procura o perdão, na memória de sua falecida esposa e de todos os outros a quem ele tenha maltratado ou causado qualquer tipo de dano? Certo é que Unforgiven usa o seu género cinematográfico como um meio para estudar a natureza humana. O merecer ou não merecer o destino que lhe foi provido, está patente durante todo o filme, como por exemplo, quando Little Bill diz: ?I don?t deserve this, I was building a house.? e Munny retorque com: ?Deserve?s got nothin? to do with it.?, mas é precisamente por ele ter feito o que fez com Ned Logan e ter permitido a falta de castigo merecido aos rapazes que desfiguraram Delilah, que Little Bill fez por merecer o seu destino às mãos de Munny.
Em Unforgiven a moralidade é implacavelmente silenciada pelo bem contra o mal. Esse sentido de moralidade é com certeza aquele que está mais intrincado no coração dos Westerns.

- Em conformidade com a Rolling Stone Magazine, Clint Eastwood pretende em Unforgiven demonstrar a luta que a sua personagem enfrenta ao procurar se redimir dos pecados dum passado inconstante e cruel, repleto de violência. Mostrando como os pecados do passado podem corromper as melhores intenções.
Eastwood apoia-se no estilo cinematográfico de Jack N. Green?s e no contributo de Lennie Niehau, o que faz com que este filme ganhe uma certa singularidade bruta assim como uma beleza latente.
O filme tem por duração 130 minutos, durante os quais ensina pensamentos de cariz filosóficos sobre as consequências de certas atitudes e opções tomadas.
Apesar da consciência que a falecida esposa de Munny impregnou na sua existência como homem, implicando a mudança na sua vida, seu instinto assassino vem ao de cima quando Little Bill Daggett força o confronto.

- Consoante o que foi escrito por Hal Hinson para o Washington Post, posso considerar que embora não na sua totalidade, a critica acaba por vir a ser negativa.
Em relação ao facto de Unforgiven possuir actores de renome, como são os casos de Morgan Freeman e Gene Hackman, Hal Hinson entende, que tendo em conta a sua qualidade, não foram suficientemente utilizados, mas que apesar de seus papeis não estarem suficientemente bem desenvolvidos, os actores fazem o melhor que podem, tendo em contasuas personagens.
Este é um Western revisionista que tem por pretensão debater o mito por trás da lenda, adicionando o ingrediente da moral e do realismo histórico ao género.
Em Unforgiven, é apresentado o quadro de um fora de lei cujo primor e glória pertencem ao passado.

-É mencionado no New York Times, por Vincent Camby, que com este filme Clint Eastwood procura examinar a violência mítica do Oeste, reexaminando com a mesma cartada o seu próprio passado como lenda e nome forte como último dos duros no género cinematográfico que é o Western.



Veja mais em: Cinema e Teatro

Artigos Relacionados


- Unforgiven_ Homenagem De Clint Eastwood Aos Westerns...
- Aconteceu No Oeste...''once Upon A Time In The West''
- Sorte Nula: O Filme De Portugal
- Sombras De Um Passado
- Sunshine - Missão Solar
- Click
- Meia-noite No Jardim Do Bem E Do Mal (midnight In The Garden Of Good And Evil)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online