PUBLICIDADE

Página Principal : Cinema e Teatro


Crianças Índigo



Com uma mensagem de forte conteúdo espiritual, ÍNDIGO faz parte de uma nova categoria cinematográfica que vem ganhando expressão: o Cinema Espiritual (distinto do cinema religioso). Um dos porta-vozes do Spiritual Cinema é o seu produtor e realizador, Stephen Simon, um reconhecido produtor de Hollywood.

O filme ÍNDIGO apesar de decorrer em contexto americano mostra bem a personalidade de uma criança, que apesar da tenra idade consegue lidar e adaptar-se, perfeitamente, ao meio onde está inserida. Grace a pequena e principal atriz do filme, criança índigo que pode-se caracterizar como índigo interdimensional, (existem outros tipos) consegue lidar perfeitamente com a interdimensionalidade e quando o avô (Neal Donald Wash) lhe diz que tudo não passa de imaginação dela, responde simplesmente e com muita convicção ?e quem te disse que a imaginação não é real e que o real não é imaginação??.

ÍNDIGO é um filme á cerca da solidão, redenção e sobre os poderes de cura e graça das novas gerações de crianças índigo (psíquicas e com dons) que estão nascendo neste momento no mundo. Ainda que a história seja fictícia, as emoções e o enredo do filme soam com as dinâmicas espirituais da vida de hoje. O núcleo dramático do filme trata da relação que se desenvolve entre um homem, cuja vida e família foram desfeitas por um erro fatal, e a sua neta de dez anos com quem foge com intenção de a proteger de um possível raptor. A meio do caminho ele descobre o poder dos dons da sua neta que mudam para sempre as vidas de todos os que ela encontra no seu caminho

Índigo é realmente uma agradável envolvencia no tema Crianças Índigo e uma emocionante relação entre educação e espiritualidade. É abordada uma nova forma de perceber e vivenciar a espiritualidade sem que esta esteja ligada a nenhuma religião ou seita e muito menos a fanatismos ou fundamentalismos esotéricos, mas outrossim à essência do próprio ser humano que é um ser espiritual por excelência, que aceitou e se encontra, provisoriamente, a fazer uma experiência humana.
Grace, a criança índigo interdimensional e figura central do filme vem mostrar ao mundo que é fácil relacionarmo-nos com os fenômenos intuitivos, extra-sensoriais e multidimensionais, basta ?acreditarmos? em nós próprios e nas nossas próprias capacidades de seres Multidimensionais. Não é por acaso que estas crianças estão nascendo agora no nosso planeta, indicando o caminho da mudança através de novos valores completamente opostos ao materialismo vigente aparentemente instalado. Os Índigo apresentam novos valores de autenticidade, autonomia, integridade e verdade que poderão conduzir-nos ao mundo mágico da Felicidade e Serenidade, fazendo desabrochar em cada um de nós a semente espiritual que faz parte integrante da nossa essência como seres do Universo. É este o segredo e ao mesmo tempo o Milagre que esperamos há tantas gerações.
alice martins


Veja mais em: Cinema e Teatro

Artigos Relacionados


- Existenz (cronemberg) & Realidade Virtual
- Peggy Sue - Seu Passado A Espera
- Novas Linhas De Dramas Familiares
- Cinema Como Experiência Estética
- Breve Observação Sobre O Filme Transformers
- O Momento Da Verdade (karaté Kid)
- Filme - Constantine

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online