PUBLICIDADE

Página Principal : Cinema e Teatro


LOST



Lost ? Compondo uma Sinfonia de Mistério e Suspense

Talvez melhor do que simplesmente gostar de alguém ou de alguma coisa, seja quando isto vem daquele ou daquilo que menos se espera. Como é boa essa sensação. Aquele verdadeiro presente surpresa. O inesperado que também é a essencia do mistério e a matéria-prima do suspense.

Tem muito tempo que pouca coisa nos surpreende de verdade na sétima arte. Qual foi o último grande filme que irá entrar para nossas listas dos 10 mais? Aquele que de tão fantástico deslocará o último da lista? Parece difícil de lembrar, não é? Se falarmos de produções para a telinha vai piorar. Se pensarmos em séries ou seriados fica quase impossível ter uma lista de 10 mais, tamanha a quantidade de coisas insuportáveis produzidas aos montes. Montes de ?enlatados? como costumamos nos referir a estas séries ?esquecíveis?.

De tempos em tempos surge um Twin Peaks ou Gótico Americano. Agora, para quem curte acompanhar uma saga na telinha surgiu do produtor J.J.Abrams uma boa promessa. LOST, às 21 horas das segundas-feiras, no canal AXN, está nascendo com uma fórmula de sucesso. Primeiro, um elenco bonito e simpático. A maioria é competente e não deixa a desejar. Numa produção das mais caras ? para TV - é toda feita em locação, sem óbvios cenários de estúdios. A fotografia é caprichosa. Deixando margem até para alguns võos de fotógrafo. (Como é bom fotografar a Evangelyne Lilly!). Mas nada disso pode ser considerado o segredo da produção. Se existe uma fórmula para o seriado é o mistério, obviamente e as soluções surpreendentes. Nada é o que parece ser. Não existem formulas simples ou soluções óbvias. Ninguém é previsível. Ninguém é simples. Ninguém é bom e tão pouco mal. Todos tem muitas facetas. Todos são humanos. O que é uma raridade nos seriados que aturamos no Sony, Warner, AXN, etc. Gente com jeito de gente. Fazendo bobagens, sonhando bobagens, brigando por bobagens, desejando bobagens. Gente como a gente. Charlie, cheios de vícios e manias. Sawyer, desejos bonitos e feios. Kate a adorável pecadora inocente. Jack, o herói cheio de absurdos. Cheios de virtudes e devorado por pecados.
Personagens da vida real que não estão na verdade inteiramente preparados para viver. São muito bons em alguma coisa e péssimos em outras.

Lost, para quem quer saber o que está acontecendo, mas prefere viver a vida intensamente e sem pressa.


Veja mais em: Cinema e Teatro

Artigos Relacionados


- A Porta Do Lado...
- Albert Einstein - Frases E Pensamentos
- Previsões E AdvinhaÇÕes Sobre Ano 2009
- Culpa No Código Errado...
- Questão De Tempo
- "sou Maddie, Quase 5, E VocÊ ?
- O Que Os "humanos" Querem Ler, Ver E Escutar Afinal?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online