PUBLICIDADE

Página Principal : Cinema e Teatro


33: adotando olhares para a realidade



Visões pessoais, olhares universais. É interessante como Kiko Goifman faz uso da câmera em seu documentário chamado 33. Em busca da mãe biológica, expõe diversos pontos de vista para mostrar - além de uma história bastante íntima - como o assunto adoção é ainda delicado no Brasil.

O documentário utiliza três perspectivas diferentes para mostrar o tema. A visão de um observador neutro, utilizada para relatar apenas os fatos; as entrevistas, quando há a sensação que o entrevistado está próximo, conversando com o espectador; e Kiko gravando a si mesmo, quando o documentarista/ personagem narra os sentimentos que o atravessam.

Devido às mudanças na narração, 33 prende a atenção do início ao fim, contribui para que o assunto adoção seja debatido e coloca o espectador em seu devido lugar: dentro da personagem.



Veja mais em: Cinema e Teatro

Artigos Relacionados


- A Escola Que Mata
- Falcão, Meninos Do Tráfico.
- Dicionário De Teatro - Aparte
- Escolher Um Monólogo Para Audição
- História Oral. Possibilidades E Procedimentos.
- A Responsabilidade E A Preparação De Uma Palestra Espírita
- Como Fazer Uma Narração

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online