PUBLICIDADE

Página Principal : Cinema e Teatro


Características da OBRA de DIAS GOMES



Dias Gomes, conhecido por suas obras para teatro e TV - novelas, foi o que ele mesmo afirmava - um contestador que veio ao mundo para incomodar. É o que se pode ver e sentir na obra "O Berço do Herói" (1965) onde se trava uma luta contra a mistificação e a paranóia, numa crítica contra a história do país onde as inversões de valores são uma constante.

Para ele os personagens podem ser indivíduos e "tipos" ou caricaturas, e é através desses "tipos" que vai representar um segmento da sociedade. Neles, procura dar destaque às qualidades, defeitos, tipo de comportamento, etc., o que os transforma em um símbolo. Ex. Zé do Burro, Odorico Paraguaçu, Zeca Diabo, entre outros. O gênero pode ser um misto de comédia, drama, tragédia, etc., pois cada personagem faz um "tipo" que encerra valores de uma coletividade - o humor, o sarcasmo, a ironia, a ingenuidade, a pureza,a ignorância, etc., traços acentuados pela linguagem alegórica utilizada. Os personagens criados no período da ditadura tem uma forte conotação alegórica da luta do bem contra o mal, da liberdade versus a opressão, e mesmo que não entendam o porque das acusações, mantém-se fiéis aos seus princípios, chegando ao martírio na luta contra algo que os oprime. É o caso típico de "O Santo Inquérito" em que ele não está preocupado com o que se passa na época da inquisição, mas com a época em que está inserido o autor.

Dias Gomes entendia o teatro popular como um teatro a favor do povo - incluindo naturalmente uma platéia popular, sem o que deixaria de ser popular. Ele fez algumas tentativas para alcançar esse objetivo junto ao público não burguês.

A obra de Dias Gomes é também de contestador e de crítica social com a denúncia dos males que afligem a sociedade, como o abuso de poder, intransigência, perseguições, usando os temas para defender o princípio de liberdade ampla o que levou a censura proibir a apresentação de alguns de seus trabalhos como "Roque Santeiro". Visava antes de tudo criar uma consciência da necessidade das mudanças sociais.

Sua primeira peça foi escrita aos quinze anos de idade - "A Comédia dos Moralistas" seguida de "Pé de Cabra" que foi encenada com sucesso de público e de crítica. São desta primeira fase: "Amanhã será outro dia", "Doutor Ninguém", "Zeca Diabo" e "João Gambão", além de outras peças inéditas. Escreveu também romances: "Amanhã será outro dia", "Um amor e sete pecados?", "A dama da Noite", etc. Foi em 1960 que se firmou como dramaturgo com "O pagador de promessas" que foi transformado em filme com vários prêmios nacionais e internacionais.

De sua vasta obra temos algumas que se tornaram amplamente conhecidas no teatro e através de novelas: - Ex. 'A Invasão', 'A Revolução dos Beatos', 'Odorico, o Bem-Amado', 'O Berço do Herói', 'O Túnel', 'Dr. Getúlio, sua vida e sua obra', 'Verão Vermelho', 'Bandeira-2', 'O Bem-Amado', 'Roque Santeiro', ' Saramandaia'. etc.



Veja mais em: Cinema e Teatro

Artigos Relacionados



 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online