PUBLICIDADE

Página Principal : História


História econômica e social da Idade Média



O início da Idade Média é também a queda do Império Romano do Ocidente. A economia européia se converte em uma economia "continental" de modelo predominantemente agrícola. Os conflitos com as regiões islâmicas impedem a passagem pelo Mediterrâneo, o que bloqueia todas as rotas comerciais.

Fora o clero, a população em sua maioria se muda para o campo. As cidades romanas são abandonadas, e com a mudança para a vida no campo, o sistema dominante passa a ser o feudal.

A economia de domínios fechados é a que rege, e com o pouco comércio que se desenvolve é de caráter casual, impulsionado apenas por necessidades primárias de satisfação (alimento, roupas, etc.)

A presença da igreja é dominante, e sua interferência nos assuntos políticos e econômicos é poderosíssima. Tanto é que os princípios morais do cristianismo se adaptam ao sistema de produção, o governando e limitando (um exemplo claro é a condenação da usura e a anulação do comércio por esta causa).




Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- O Mercantilismo (séc. Xv ? Xviii)
- O Que Foi Mesmo O Feudalismo?
- A Europa Medieval _parte Iii
- Ouro E Moeda Na História (1450-1920)
- Idade Média: Séculos X ? Xv
- Feudalismo
- Idade Media

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online