PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


LIVRO SOBRE COMO É BOM LER LIVROS





RESUMO: COMO UM ROMANCE ? Daniel Pennac LIVRO
SOBRE COMO É BOM LER LIVROS Todo mundo diz, um dia, que vai
começar a fazer alguma coisa: ginástica, dieta, um curso qualquer e... ler!
Pois é, aí é que bate o ponto, como diria Hamlet. Mas ler ou não ler, não é a
questão. A questão, segundo o francês Daniel Pennac (nascido em 1944) é o que
ler. Ele tem experiência como professor de francês na França e lendo para os
alunos vários autores durante as aulas: Dostoievski, Tolstoi, Gabriel Garcia
Márquez, John Fante, entre outros. Ele começa o livro assim: ?O verbo ler não
suporta o imperativo?. Ou seja, não adianta dizer ?Leia! Vamos, leia!? É perda
de tempo, segundo Pennac. O que se deve é fazer com que o livro entre na vida
como uma coisa prazerosa, boa companhia, visita esperada. O livro deve ser escolhido
pelo leitor e não imposto pela direção da escola, pelo pai, pela mãe ou por
quem quer que seja. Pennac adotou, na sua escola, a leitura em voz alta. E
funcionou. A narração torna-se viva, envolvente e gostosa de seguir. Lembro que
no meu tempo de escola (primária) havia dois tipos de leitura: em voz alta e a
silenciosa. Claro que a maioria gostava da silenciosa. A exposição perante a
classe, lendo errado, sem cadência nem pontuação, era coisa mais chata do
mundo. Mas, lembro que funcionava. O livro de leitura era composto por textos
selecionados de vários autores brasileiros e portugueses. Uma vez tive que ler
um texto de Coelho Neto, que era para lá de verborrágico, mas tinha uma música
que marcou: ?E a geada veio. Não geadinha mansa de todos os anos, mas
calamitosa geada cíclica trazida em ondas do Sul?. Imagine isso nos ouvidos de
um guri de onze anos. Decorei um poema de Guilherme de Almeida que pra mim, até
hoje, soa muito bem. O título era Barcos de papel. E começava assim: ?Quando a
chuva cessava e um vento fino/franzia a tarde tímida e lavada...? Era pura
música pra gente. Viu só? Foi só falar no livro do Pennac e me bateu a saudade
das primeiras leituras. Pode acontecer com você. Basta procurar nas livrarias
ou na biblioteca. Eu achei num sebo. É da Editora Rocco. Olhe que final legal
pra um livro: ?O homem constrói casas porque está vivo, mas escreve livros
porque se sabe mortal. Ele vive em grupo porque é gregário, mas lê porque se
sabe só.? Abraços, Werneck.



Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- O Que Aprendi Com Os Livros
- PolÍtica De FormaÇÃo De Leitores
- Apresentação Do Livro ?livro Didático De Língua Portuguesa, Letramento E Cultura Da Escrita?
- Sugiro Guy Debord Para Entender O Mundo De Hoje
- A Arte De Escrever Com Arte
- Situações I - Críticas Literárias
- Armas, Germes E Aço

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online