PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


Formação de Professores: Identidade, Saberes e Profissão



O livro nos mostra um paradoxo entre a realidade e o que deveria ser tanto da profissão quanto da vocação para a formação do docente. No entanto, peca por sua linguagem técnica, e demasiadamente repetitiva o que torna a leitura maçante pela falta de objetividade. Portanto, esta obra é recomendada, tão somente, a profissionais docentes que atuam há um longo período e, ou que pretendem obter um mestrado e doutorado na área. A forma como trata da formação do professor, realmente é interessante do ponto de vista técnico, porém falta objetividade em definir qual a realidade e a utopia dentro desse paradoxo. No entanto, o embasamento científico, é firme e concreto para aqueles que têm ?vocação? para a docência de uma forma mais ampla. O livro tem subtítulo com três temas interligados: saberes, identidade e profissão. Esses três temas funcionam como engrenagens de um mesmo sistema, uma vez que não existe a profissão propriamente dita, sem o saber e a identidade. Os saberes são formados de acordo com a formação didática e pedagógica do próprio professor, o que leva diretamente a incidir sobre sua identidade, baseando-se na teoria de que a educação forma o caráter e o torna um profissional. A profissão é simplesmente conseqüência dos dois itens anteriores, podendo ser por vocação ou mesmo por remuneração. Porém o profissional, no real sentido de ser, implica em dedicação e domínio, tanto da obtenção, quanto da capacidade de transmitir de forma clara e bem objetiva, os saberes. Para docentes com muito tempo de carreira, a obra é de fácil leitura, porém não é o mais indicado quando diz respeito à nova leva de docentes, ele é muito técnico e pouco objetivo. Detalhes sobre como eram os docentes antigamente e como são hoje, um dos principais pontos do livro, são dispensáveis, uma vez que se vê necessário a extirpação de paradigmas pré-existentes. As idéias expostas pelo autor contrariam a concepção vigente de formação de professor, até porque, agora que a formação de docentes está tendo maior destaque nas universidades, devido ao baixo rendimento do corpo discente ao exercer a profissão. Mesmo assim, ser professor significa, meio de subsistência ainda que baixo. Os temas abordados no livro traduzem a forma como deveria ser aplicada a formação dos professores, no entanto, atualmente isso não tem aplicação prática se não houver um conjunto de fatores estimulantes para estes profissionais.


Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- O Professor E O Combate À AlineaÇÃo Imposta
- Democratização Do Ensino - Nova Linguagem
- Livro Didático: Como Realizar Uma Escolha Consciente.
- Curso De Formação Inadequada Na Covilhã
- O Ensino Da História E As Novas Competências Para Ensinar
- O Papel Dos Educadores
- Letras Por Paixão

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online