PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


Acesso à Justiça Tutela Coletiva de Direitos Pelo Ministério Público: Uma Nova Visão



A população acredita com reservas no funcionamento da justiça.Grande parte dela não tem ao menos a noção dos direitos que possui. A falta de informação, a demora no decorrer dos processos e o acesso diferenciado dependendo da classe social do indivíduo são os pontos de interesse da pesquisa pela qual foi intitulada. ?Acesso à justiça e tutela dosdireitos coletivos?. Para realização da pesquisa foram entrevistados diversos tipos de classe sociais.
As pesquisas revelaram que 80% das pessoas entrevistadas pertencem às classes mas abastadas,ou seja, pessoas que possui grau de escolaridade baixa, renda inferior a cinco salários mínimos e lugares urbanos onde a segurança é o foco principal.A nossa grande preocupação relacionada à pesquisa foi com aquela massa carente da população que sequer sabe os direitos básicos que lhe são assegurados, pessoas que sequer sabiam o que era Defensoria Pública,ou seja, total desconhecimento para com os seus direitos. O grande problema maior que observamos durante a pesquisa foi mesmo, à falta de informação. É preciso que as pessoas tenham informação sobre seus direitos, como exercê-los, e finalmente, que haja profissionais que possam representá-las na medida que elas não tenham condição financeira para tal,disse um dos entrevistados.
Uma outra questão, abordada seria a demora dos processos, todos nós sabemos que não existe dúvida de que um processo demora muito, isso não ocorre somente no Brasil. A demora dos processos é algo comum em todo canto do mundo. Mais um fato que passa despercebido e que é dos motivos, ou melhor, uma das causas esta demora diz respeito ao compromisso ético dos advogados, caso eles estivessem no processo de acordo com a Constituição pra prestar justiça, cada um defendendo o seu cliente, num bom duelo, mas desde que ambos estejam comprometidos com a ética quem sabe o resultado da pesquisa poderia ser um pouco diferente. Porém isto tudo está relacionado ao sistema jurídico ineficaz.
Infelizmente, o caso brasileiro está muito distante de uma situação na qual o direito à informação possa redefinir os próprios limites da cidadania. A delimitação jurídica do direito à informação no Brasil é muito precária.
A Constituição brasileira de 1988 regula o princípio do direito à informação através de alguns incisos do artigo 5º que estabelece a igualdade perante a lei e a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à segurança e à propriedade.Uma caracterização, feita por T.H Marshall num de seus livros foi, a hipótese de trabalho que venho sustentando é a de que o direito à informação é um direito civil, político e social a um só tempo.
Na medida em que forem utilizados mecanismos que possam melhorar a nossa justiça, e estes passem a funcionar, a população acreditará mais na nossa justiça.



Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- Princípio Do Acesso à Justiça
- Direitos Humanos
- Os Direitos Humanos E A Cidadania
- Cidadania No Brasil: Um Longo Caminho
- A Cidadania E O Espaço Público
- Aspectos JurÍdicos, SociolÓgicos E Éticos Da Cidadania
- CrenÇa , Religiao Ou CaÇa Às Bruxas?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online