PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


Segurança Ativa e Segurança Passiva



Dois grandes desafios são preocupações constantes das engenharias que direta ou indiretamente atuam na segurança veicular e viária: desenvolver e viabilizar novas soluções tecnológicas que evitem ou minimizem os efeitos de um acidente de trânsito.

Em duas abordagens distintas e complementares, enquanto a segurança ativa busca soluções para evitar que o acidente ocorra, a segurança passiva busca soluções para minimizar as conseqüências do acidente nos ocupantes do veículo, pedestres, ciclistas e motociclistas.

A evolução do design automobilístico que atualmente apresenta linhas mais arredondadas e perfil evolvente não é uma mera questão de moda ou estética e sim o resultado de incansáveis pesquisas e testes realizados pela indústria automobilística e centros de pesquisa em segurança viária com o objetivo de salvar vidas. O design atual, por exemplo, permite reduzir a gravidade das lesões sofridas por um pedestre, ciclista ou motociclista em caso de acidente. A evolução tecnológica também está presente, a exemplo de novos materiais e desenhos estruturais que têm sido desenvolvidos ao ponto de conferirem à carroçaria do veículo e a outros elementos como o poste-dobrável a propriedade de sofrerem deformações programadas e assim absorverem melhor a energia resultante de um impacto, mantendo a integridade do habitáculo e salvaguardando a vida dos ocupantes.

Se por um lado a evolução tecnológica caminha a uma velocidade cada vez maior na busca de soluções para salvar vidas, por outro lado, alguns homens aceleram cada vez mais e insistem em provar que os limites alcançados pela tecnologia podem ser superados. Aceleram e morrem! Pior que isto... aceleram e matam!!

Abaixo estão alguns exemplos de componentes que contribuem para a segurança:

Segurança Ativa

- No veículo: Faróis, lanternas e setas; Freios; Amortecedores e molas; Espelhos retrovisores; Buzina; Limpadores de pára-brisas; Quebra-sol; Back-light; Sinais sonoros e luminosos de alerta que indicam mau funcionamento de algum componente; outros.

- Na via: Sinalização de solo para neblina; Acostamentos bem conservados; Pavimentação bem conservada e com drenagem adequada; Curvas com inclinação adequada; Túneis com iluminação adequada; outros.

Segurança Passiva

- No veículo: Cinto de segurança; Encosto de cabeça; Air bags; Coluna de direção retrátil; Barras de proteção nas portas; Carroçarias com estruturas que absorvem maior energia de impacto; Pára-brisas laminados; Pára-choques evolventes; outros.

- Na via: Guard-rails; Defensas laterais de pontes e curvas que impedem a queda do veículo; Defensas centrais que impedem que o veículo invada a pista em sentido contrário; Postes dobráveis; outros.

Lembre-se: Quer sejam das legislações, dos outros, dos veículos ou o seu próprio, respeite sempre os limites!

Luiz Roberto M. C. Cotti

Projeto Sobrevivência no Trânsito

11.3467.6771 - 11.9357.7310

[email protected] 

www.sobrevivencianotransito.blogspot.com 

http://twitter.com/pstransito  


Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- Uma Questão De Atitude
- Cuidado!! O Motorista Sumiu!!
- Cuide Bem Do Veículo Que Ele Cuidará Bem De Você
- Quem é O Culpado? (parte 1 - Situação)
- A Gestante E O Cinto De Segurança
- Motoristas E Pedestres
- Olha O Nível!

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online