PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


Comportamento: Análise das Revistas Femininas de 1945 a 1964



  A mulher ideal é carinhosa em casa e austera na rua. Ela deve vestir-se depois de casada com a mesma elegância de solteira.

Como é preciso manter o casamento, a esposa que desconfia da infidelidade do marido precisa redobrar seu carinho e provas de afeto.
Absurdo? Para as centenas de leitoras que acompanhavam as revistas direcionadas ao publico feminino nas décadas de 40, 50 e inicio dos anos 60, esses conceitos faziam parte do cotidiano.

 As revistas antigas diziam que em caso de traição o melhor era fazer de conta que nada estava acontecendo, pois o marido sempre volta para casa e a infidelidade masculina é biológica.

 Há 30 ou 40 anos, a realização estava em um casamento bem sucedido. Atualmente a preocupação maior é com a realização pessoal, profissional, afetiva e sexual.





Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- Testemunho (maria Luiza De Carvalho)
- A Autoridade Absoluta Do Senhor De Engenho
- O Jardim Secreto
- Um Jeito Bom De Falar Bem
- A Vergonha De Iemanjá
- Solidão A Dois
- Comprar Uma Bicicleta Ou Casar

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online