PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


Uma questão de atitude



Bairro: Campo Belo. Horário: 21:00. Local: Rua Demóstenes. Situação: O ? motorista 1? que trafegava pela Rua Demóstenes no sentido Aeroporto de Congonhas / Marginal de Pinheiros, distraído, não percebe a placa indicativa de contra-mão e invade o trecho de mão-única. O ?motorista 2? que trafegava na Av. Vereador José Diniz, sentido Santo Amaro / Centro, entra à direita na Rua Demóstenes, percebe o ?motorista 1? que vinha em sentido contrário e após proferir alguns ?elogios?, resolve dar um susto no motorista distraído. Sem aliviar o pé do acelerador, aciona os faróis altos e vai de

encontro ao ?motorista 1?que assustado com tal manobra e ofuscado pelos faróis altos, desvia para a direita e acerta o espelho lateral de um veículo estacionado. Perdido e surpreso pelo barulho resultante da colisão, desvia bruscamente para a esquerda, pegando de frente o veículo do ?motorista 2? que não esperava uma reação destas por parte do outro. Resultado: Acidente envolvendo três veículos e danos de pequena monta no veículo estacionado. Porém, a colisão entre os veículos 1 e 2, por ter sido frontal, mesmo que a baixa velocidade, resultou em danos materiais significativos. Os motoristas eram os únicos ocupantes dos veículos e por estarem utilizando os cintos de segurança sofreram lesões leves.

O resultado poderia ter sido ainda pior, caso a velocidade fosse maior e o efeito dominó das colisões não fosse interrompido pela parada brusca dos dois veículos que colidiram frontalmente.

Dirigir um veículo é operação complexa que exige do motorista algumas competências essenciais para que seja realizada de forma segura:

1. CONHECIMENTO das leis, da sinalização, das características do veículo, e outros;

2. ATENÇÃO à sinalização, ao comportamento dos demais motoristas e pedestres, etc.;

3. PREVISÃO. O Conhecimento e a Atenção permitem ao motorista prever uma possível situação de risco;

4. HABILIDADE para dirigir corretamente um veículo e enfrentar situações adversas;

5. ATITUDE. Agir defensivamente, colaborar para um ambiente seguro, auxiliar os demais motoristas e pedestres a chegarem ilesos aos seus destinos.

Lembre-se: De que vale você estar certo, fazer valer os seus direitos e acabar se envolvendo em um acidente?!

Luiz Roberto M. C. Cotti

Projeto Sobrevivência no Trânsito

11.3467.6771 - 11.9357.7310

[email protected]

www.sobrevivencianotransito.blogspot.com

www.sobrevivencianotransito.com.br


Bairro: Campo Belo. Horário: 21:00. Local: Rua Demóstenes. Situação: O ?motorista 1? que trafegava pela Rua Demóstenes no sentido Aeroporto de Congonhas / Marginal de Pinheiros, distraído, não percebe a placa indicativa de contra-mão e invade o trecho de mão-única. O ?motorista 2? que trafegava na Av. Vereador José Diniz, sentido Santo Amaro / Centro, entra à direita na Rua Demóstenes, percebe o ?motorista 1? que vinha em sentido contrário e após proferir alguns ?elogios?, resolve dar um susto no motorista distraído. Sem aliviar o pé do acelerador, aciona os faróis altos e vai de

encontro ao ?motorista 1?que assustado com tal manobra e ofuscado pelos faróis altos, desvia para a direita e acerta o espelho lateral de um veículo estacionado. Perdido e surpreso pelo barulho resultante da colisão, desvia bruscamente para a esquerda, pegando de frente o veículo do ?motorista 2? que não esperava uma reação destas por parte do outro. Resultado: Acidente envolvendo três veículos e danos de pequena monta no veículo estacionado. Porém, a colisão entre os veículos 1 e 2, por ter sido frontal, mesmo que a baixa velocidade, resultou em danos materiais significativos. Os motoristas eram os únicos ocupantes dos veículos e por estarem utilizando os cintos de segurança sofreram lesões leves.

O resultado poderia ter sido ainda pior, caso a velocidade fosse maior e o efeito dominó das colisões não fosse interrompido pela parada brusca dos dois veículos que colidiram frontalmente.

Dirigir um veículo é operação complexa que exige do motorista algumas competências essenciais para que seja realizada de forma segura:

1.    CONHECIMENTO das leis, da sinalização, das características do veículo, e outros;

2.    ATENÇÃO à sinalização, ao comportamento dos demais motoristas e pedestres, etc.;

3.    PREVISÃO. O Conhecimento e a Atenção permitem ao motorista prever uma possível situação de risco;

4.    HABILIDADE para dirigir corretamente um veículo e enfrentar situações adversas;

5.    ATITUDE. Agir defensivamente, colaborar para um ambiente seguro, auxiliar os demais motoristas e pedestres a chegarem ilesos aos seus destinos.

Lembre-se: De que vale você estar certo, fazer valer os seus direitos e acabar se envolvendo em um acidente?!

Luiz Roberto M. C. Cotti

Projeto Sobrevivência no Trânsito

11.3051.6771 - 11.9357.7310

[email protected]


Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- Motoristas E Pedestres
- Cuide Bem Do Veículo Que Ele Cuidará Bem De Você
- Encarando Um Cruzamento
- Será Que A Neurose Do Trânsito Já Te ?pegou??!
- Quem é O Culpado? (parte 2 - Considerações)
- Ufa! Quase!
- Quem é O Culpado? (parte 1 - Situação)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online