PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


Sobre as origens (pouco visíveis) de um sucídio



O texto do escritor Gonçalo M. Tavares "Sobre as origens (pouco visíveis) de um sucídio?, inserido na revista Colóquio de Letras, nº 173, de janeiro/2010, publicada em Lisboa/Portugal, conta a história de dois homens, um com vocação para encontrar o nada em qualquer sítio  e o outro a quem pede ajuda para lhe mostrar uma habilidade qualquer.

Mas o homem acostumado a encontrar o nada, não o encontrará no segundo homem, apesar de não acreditar que haja nascido um capaz de sair à rua e mandar que lhe revistem por dentro sem encontrar o nada, no qual tudo esteja ocupado e tenha um sentido.

O segundo homem explica como ao está sozinho, sem vigilantes faz uma experiência com um saco, no qual põe uma camisa que é levada, mas a experiência não basta, porque ele não se liberta do nada que existe no sítio que é, enquanto animal.

Ele finaliza dizendo, que por mais que vasculhem não será possível encontrar essa ponta de nada que iniciou sua depressão, sua vontade de morrer que se construiu sólida como a construção sem pressa de uma casa.


Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- O Sentido Da Vida
- O Homem, ?animal Cívico?. In: A Política
- O Que É O Homem?
- Divirta-se E Aprenda!
- Experiência Transgressora No Cotidiano.
- 8. Friedrich Nietzsche - Frases E Pensamentos
- Escrever

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online