PUBLICIDADE

Página Principal : Teoria e Crítica


O CALENDÁRIO ESTÁ CERTO, DIONÍSIO NÃO ERROU.




Rola na net que Dionísio, ao fundar o Calendário Cristão, cometeu um absurdo erro ao instituir o ano de nascimento de Jesus Cristo

Desconhece-se porque o monge Dionísio Exíguo desconsiderou a crença de que o tal nascimento ocorrera, segundo os evangelhos, quando Herodes (o Grande) ainda era vivo, fixando-o 4 anos após sua morte.                                                                                                                                        

Entretanto, a afirmação do erro não procede. Não contém base firme de sustentação. Na verdade, falam, mas, não conseguem apontar qual o erro que, de fato, Exíguo cometeu e, menos ainda, prová-lo.                                                                                                                                                             

Na verdade, o monge não acertou, tão pouco errou ao estabelecer a "Era cristã" tomando como ponto de partida a famosa data. Apenas, como de hábito, Dionísio adotou como base o Calendário Juliano em 1278AUC (depois, 525EC) e, através de cálculos, retroagiu a 754AUC (46 Juliano), data que, a seu critério, achou por bem fixá-la como o ano do nascimento de J. Cristo. Assim, estabelecendo-a ano 1 do 1º século da então recém-criada Era Cristã. Adotando contagem decrescente para os anos que se passaram anteriormente àquele marco (ano 1), designando-os "antes da Era Cristã" (aEC); e àqueles posteriores ao marco datação crescente, designando de anos da "Era Cristã" (EC). Oficializou definitivamente o, também fictício, dia 25 de dezembro como o do nascimento de J. Cristo. -Pronto, estava criado o Calendário Cristão.                                                                                                       

Explicação: O Calendário Juliano foi introduzido pelo Imperador Julio César em 45aEC (ano 01 Juliano), fruto da maior e mais importante reforma no calendário romano (de Numa Pompilius <715 - 673aEC>). Continuou adotando para o novo calendário o ano de 753aEC (data mais aceita para a fundação de Roma) como o ano 01AUC ("Anno Urbis Conditae"-significa = ano da fundação da Cidade >>>de Roma<<<). Embora tradicionalmente os grandes imperadores romanos criassem os seus próprios calendários, passando a, marcar a datação dos anos a partir de suas coroações, entretanto, tomavam como base o Calendário Juliano. Por sinal, o mesmo calendário utilizado até hoje (basicamente os mesmos dias da semana, meses e anos), apenas com pequenas reformas ou ajustes sofridos, por exemplo, os assinalados no Calendário Augustiano (08EC). A última pequena, mas, importante reforma para ajustar o Calendário Juliano instituída pelo decreto de 24 de fevereiro de 1582, introduzida no Papado de Gregório XIII, tornou-o conhecido como Calendário Gregoriano.                                      

E daí ? ? ?                                                                                                                                                

1º -
Nem Dionísio sabia, e nem ninguém sabe a data do suposto nascimento de J. Cristo. Alias, existem dúvidas e polêmicas discussões da existência de sua própria vida como um ser real desde a formação do cristianismo atual no século II da nossa Era.                                                                                        

2º - Exíguo não inventou calendário algum, e sim como era usual, apenas utilizou como base o Calendário Juliano, retroagindo, estabeleceu uma data como marco, sem quebra do tal calendário que como padrão continuou intacto, sem mudanças.                                                                                  

3º - O Novo Testamento (Paulo, Marcos, Lucas, Mateus, João...) serve muito bem à fé Cristã. Mas, não possui cunho científico; sem valor historiográfico, não pode ser usado como referência histórica.  

4º - Deste acontecimento, o único feito que se pode comprovadamente confirmar é o fato histórico de que o Rei Herodes reinou na Palestina até sua morte no Ano 42 Juliano (IV ano aEC).                 

Quanto ao não conhecimento do zero pelos gregos e romanos, no passado, tal fato, não comprometeu em nada a datação procedida por Dionísio.                                                                                   

Nunca existiu e nem existe minuto zero, hora, dia, ano, década, século, milênio zero... Existe sim um ponto de origem (marco). Quando nos referimos à zero hora, por convenção, estamos meramente tratando do ponto de origem do dia que ocorre à meia-noite (marco referencial do final do dia <24hs>, e inicial do dia que começa ).  

Refiro-me só aos expertinhos de plantão da internet, os inconsequentes, aconselha-se estudar um pouquinho mais de matemática, buscar conhecimentos além do conjunto dos números naturais.  

Exemplo prático: - Um dia qualquer continua até as 23h:59m:59s finalizando-se exatamente no ponto 24hs (meia-noite); e o dia seguinte inicia-se exatamente à zero hora, mesmo ponto referencial (meia-noite), daí por diante teremos ...1s..., ...1m..., ...59m:59s..., ...1h... do novo dia. Indiscutivelmente, tanto um ano, quanto uma década, um século, ou um milênio qualquer do nosso calendário finaliza-se no dia 31 de dezembro a meia-noite, e nesta, ao mesmo tempo, o dia 1º de janeiro inicia outro evento. 

Lembra-se que uma década é formada exatamente por 10 anos completos (e não 10a e 1h; ou 10a e 1d; ou 10a e 364d); o mesmo aplica-se aos séculos (somente 100 anos) e milênios (só 1000 anos).

Assim, às 24h de 31 de dezembro de 99EC completou-se exatamente cem anos da Era Cristã, ou seja, concluiu-se o I século do 1º milênio (e ao mesmo tempo, iniciou-se o II século). Assim, afirma-se que, ao primeiro segundo do dia seguinte (01 de janeiro de 100), começou a contagem de tempo para o 1º dia, do 1º ano, da 1ª década do II século.                                                                                    

Analogamente, às 24h do dia 31 de dezembro de 1999 completou-se "2000 anos" da Era Cristã, ou seja, concluíram-se os 20 séculos do II milênio. Podemos afirmar que, ao primeiro segundo do dia 01 de janeiro de 2000, começou a contagem de tempo para o 1º dia, do 1º ano, da 1ª década, do I século do III milênio.                                                                                                                                         

Concluímos ainda, o dia 01 de janeiro de 2010 (2764AUC) foi o 1º dia, do 1º ano, da 2ª década do I século do nosso milênio.

                                                               04 de janeiro de 2010


   Marcos Brasiliano                               




















Veja mais em: Teoria e Crítica

Artigos Relacionados


- Aniversário De Jesus
- 8 De Dezembro - Dia De Iemanjá?
- O Natal Se Origina Em Tradições Mais Antigas Que O Cristianismo
- A ConcomitÂncia ProfÉtica - Jesus, Nostradamus E O Espiritismo
- Procura-se Jesus Cristo
- Nascimento Do Cristianismo
- Willian Shakespeare

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online