PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


Futilidade versus Espiritualidade



Entramos num século em que futilidade se cruza com evolução espiritual. Enquanto por um lado procuramos cada vez mais sustentar nossos vícios e necessidades materiais e físicas, por outro começamos a apercebermo-nos de que a abertura espiritual é uma necessidade, capaz por si só de nos oferecer o bem-estar maior de todos. Enquanto que o alcance de uma satisfação física ou material é momentânea e passado pouco tempo já não nos satisfaz, precisamos partir em busca de uma nova satisfação, a espiritualidade quando bem orientada dá-nos a conhecer a satisfação de um estado de bem-estar que se conquista gradualmente mas, que permanece tornando a nossa vida repleta de experiências que nos enriquecem interiormente. As riquezas que acumulamos materialmente não transitam connosco aquando da morte física, enquanto que as experiências espirituais, a que ainda tão poucos dão verdadeira importância, não apenas nos acompanham como nos auxiliam nessa transição. Não existe razão alguma válida que sustente a necessidade de possuir bens matérias em quantidades absurdas, se levarmos em conta o que foi transcrito no parágrafo anterior, apenas o vazio da futilidade e da vaidade de um ego e orgulho exacerbado poderá conceber validade onde não existe. Unicamente a sabedoria espiritual pode ser mantida e acumulada vida apôs vida e como um verdadeiro tesouro guardada no mais profundo de nossa verdadeira essência, podendo ser acessada sempre que necessário. Enquanto os bens materiais acumulados durante uma vida, apôs a morte física, perdem-se no tempo e no espaço. A não ser é claro, que por merecimento ou necessidade de aprendizagem, se volte a reencarnar dentro da mesma família, possibilitando deste modo herdar os bens anteriormente acumulados. Tudo é possível desde que exista uma razão válida.
Tudo tem um tempo certo para acontecer, depende apenas de cada um iniciar a busca de seu verdadeiro preposito nesta vida, sem se preocupar com a de ontem ou a de amanhã, uma vez que neste momento a única que é real é a actual e nenhuma outra.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Herança De Si Mesmo
- Prática Do Ténis
- Necessidades - Noção E Classificação
- A Vida Sempre Age Para Nosso Melhor...
- A Relação Entre A Arte E A Sociedade De Consumo
- Quem Somos Nós
- A Busca

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online