PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


Umbanda Básica - Oferenda, obrigações e exu - PARTE V



I. Oferenda e Obrigações: A oferenda está ligada às forças sutis da natureza, aos espíritos que habitam uma mata limpa, uma montanha, uma praia limpa, uma cachoeira, etc. Portanto, aquelas festas que fazem com um monte de entulho, pessoas bebendo em exagero, com depredações da natureza e tudo que vimos, não tem finalidade nenhuma, exceto de afastar os seres sutis. Estas festas apenas estragam o habitat e a natureza. Esses espíritos que citamos acima são conhecidos como elementares (que nunca encarnaram) e que evoluíram nos três reinos da natureza: mineral, vegetal e animal. Eles encontram-se em evolução para poderem realizar o encarne humano. Esses elementares colaboram com a natureza enquanto evoluem, subordinando-se a certa classe de espíritos superiores no nível de orixá. A oferenda busca o princípio e poder da renovação, ação e realização. As oferendas que agridem a natureza, tal como sacrifício de animais, suja a natureza, reverenciada pela umbanda, e atinge a seres inferiores. Enfim, não chegam nem perto de atingir os seres elevados ou com uma freqüência superior. Ofertar sangue é desejar para si mesmo os piores e mais atrozes padecimentos e acompanhamentos. ?A oferenda é uma restituição, equilibrando o indivíduo que a oferece ao mesmo tempo que ativa-lhe várias funções, inclusive o meudiunismo, em virtude da limpeza do seu aura e da forte vitalização prânica. As oferendas variam, segundo o grau e alcance de cada um, mas sempre prestando-se a fins positivos; seus elementos são superiores? (lições de umbanda básica ? F.Rivas Neto). O sangue traz a companhia de ?exus inferiores?, eguns e outros nomes que muitos pais ou mães de santo inventam para extorquir dinheiro dos desesperados. O amacy é um ritual profundo, devendo ser executado apenas por um mestre de iniciação ou médium-chefe verdadeiramente preparado nas lides da magia, sendo um ritual seríssimo, porém simples. As ervas do amacy serão sempre de Oxalá, por estarem diretamente ligadas à com a cabeça, com o campo mental. O amacy não é o ritual final e sim apenas um deles, sendo sempre necessário à continuidade, evolução, fé e o aprimoramento como médium, o que será sempre demarcado com um ritual apropriado.

II. Quem são os exus: Os verdadeiros exus nunca foram e nunca serão semelhantes às figuras com chifres mostradas em algumas casas que fazem o seu sincretismo por elas. O verdadeiro exu não degola animais, não bebe como um alcoólatra, não fuma como se não fosse existir mais fumo amanhã, não ?comem? vísceras, enfim, não fazem nada dessas atrocidades creditadas a eles. Os que fazem isso são seres inferiores e sem luz, em que alguns locais são denominados de quiumbas, ?rabos de encruza?, eguns, etc. A palavra exu é sinônimo de guardião. Eles são os guardiões dos orixás, no sentido de braço direito, auxiliar direto, etc. Ele é um agente da justiça kármica e agente da magia, tendo como destino a evolução para um dia chegar a ser um orixá. Exu não é bom nem mau, é apenas justo. Ele faz a justiça. A lei única em todos os mundos. A partir de um determinado nível de freqüência à justiça é feita com amor, nos demais a justiça é feita pela justiça. A vibração de um exu é pesada e forte. Exu quando abaixa não fica falando palavrões, usando capas e nada deste nível. Isto é animismo!
III. Lendas: As lendas de cada orixá são características e de origem afro. Agora pretendemos colocar algumas abaixo, considerando que foram retiradas na Internet na sua origem e podendo inclusive ter algumas diferenças com o exposto acima, porém acredito de ser grande valia esses textos. Devemos considerar outra coisa muito importante e de base para entendermos a diferença básica para a Umbanda e as religiões de origem afro. A Umbanda é uma religião espiritualista onde os orixás trabalham em uma determinada linha de freqüência da natureza. São espíritos em desenvolvimento nesta determinada linha. As religiões afro são essencialmente xamânicas e os orixás representam essa linha de freqüência da natureza. Os xamãs trabalham diretamente com essa energia e não com espíritos que fazem parte dela.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Os Baianos Na Umbanda
- Umbanda Básica - Rituais - Parte Ii
- Preconceito Vocabular
- Umbanda Religião Brasileira?
- Exú é O Diabo?
- Mistificação Nas Igrejas
- Homens Incorporando Pomba-gira?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online