PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


Pelos Mares da vida-vencendo os obstáculos que nos atrapalham



Este livro é uma análise do texto bíblico contido em Êxodo quatorze, versículos nove a dezesseis. A mensagem contida no texto , tem muito a nos ensinar. A história que nos é narrada neste trecho da Bíblia se assemelha em muitos aspectos com a nossa própria história. A exemplo do que estava acontecendo com o povo de Israel naquele momento, muitas vezes nós também nos encontramos diante de obstáculos que nos parecem intransponíveis. O mar é o primeiro obstáculo que o texto narra. Ele era um obstáculo natural, não foi colocado ali propositalmente por Faraó para atrapalhar a passagem do povo.O mar fazia parte da geografia daquele lugar. Mesmo sendo um obstáculo natural ele precisava ser transposto. É Possível que enfrentemos durante a nossa vida, obstáculos naturais, como: doenças; pessoas ficam doentes, é natural que o corpo humano se degenere. A entrada da pecado na raça humana, fez com que toda a criação de Deus estivesse sob a lei da degeneração- Jo. 9. 1-3 . Um outro obstáculo bem natural é adificuldade financeira. Nós vivemos num país onde há uma distribuição injusta de renda. Poucos têm muito e muitos têm pouco. Outros obstáculos naturais seriam: desemprego, perda de uma pessoa querida, rompimento de uma relação conjugal, causas na justiça e outras situações aflitivas que conquanto sejam naturais na vida de uma pessoa , podem parecer intransponíveis. A segunda semelhança com as nossas vida é que o real adversário do povo não era o mar. O real adversário do povo era Faraó. O nosso real adversário não são os nossos problemas, as doenças que às vezes nos afligem, nossos filhos, nossos maridos, nossas esposas, nossos pais, nossa família, não é o nosso chefe lá no trabalho.Como Faraó, é possível que o nosso real adversário esteja aproveitando esse momento de fragilidade, quando estamos obstaculizados, fragilizados para marchar contra nós. O versículo três do texto bíblico descreve a intenção desse adversário. Outro texto bíblico também nos fala desse adversário mal intencionado: ?sede sóbrios e vigilantes, o diabo vosso adversário anda em vosso derredor, como leão que ruge, buscando alguém a quem possa devorar .?I Pe .5:8. Igualmente o Salmo de número noventa e um nos alerta sobre uma característica particular do nosso real adversário: ?...pois ele te livrará do laço do passarinheiro...?, que espera um momento de fragilidade em nossa vida para que traiçoeiramente possa nos atacar. A terceira semelhança é, que em alguns momentos da vida temos a mesma impressão que o povo teve , como é narrado no versículo onze: estamos vivendo num deserto. Sem saída. Sem chances. Sem perspectivas, pois deserto é lugar de esterilidade, onde não é possível vida, onde estamos à mercê das tempestades de areia que nos obscurecem a visão e nos impedem de ver o horizonte. Muitos desertos de nossa vida são provocados por nós mesmos ou o próprio Deus nos conduz a ele. Precisamos lembrar que o próprio Jesus precisou passar pelo deserto e a Bíblia nos informa que o Espírito o conduziu até lá. Então podemos afirmar que deserto, também é lugar de tratamento e de treinamento. Nem sempre os desertos em nossa vida são provocadas por ações demoníacas. No evangelho deJoão no capítulo dezesseis, versículo trinta e três, Jesus afirma: ?estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo passais por aflição, mas tende bom ânimo: Eu venci o mundo!


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Derrotas E VitÓrias
- Vitória No Deserto
- Família - O Eterno Propósito De Deus 2
- Doutina Do Pecado - Hamartiologia
- A Verdadeira Pessoa Sabe Que Está Errada.
- Ansiedade
- Mudança De Estilo De Vida - Jesus

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online