PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


A influencia de Crowley



Desde 1960 havia um rumor que Aleister Crowley escreveu os rituais da Wicca para Gerald Gardner. Certamente existem bases que parecem embasar esta afirmação: a alguém familiar com os trabalhos publicados de Crowley e Wicca Gardneriana notará um pedaço da poesia de Crowley nos rituais, mesmo após Doreen Valiente, por admissão dela, reescreveu os rituais para remover ou disfarçar muito do material de Crowley. Entretanto, eu espero aqui poder demonstrar que isto é completamente implausível que Crowley compôs os rituais da Wicca, mas também para quem quer que o tenha feito, não estava evidentemente familiarizado com os escritos de Crowley e parece ser pouco provável que tenha tido uma iniciação na OTO.

O Livro da Arte Mágica.
A cópia mais recente dos extensos rituais gardnerianos desde antes da reelaboração por Valiente, estão em um grimório manuscrito chamado o ?Livro da Arte Mágica?, o qual está nos próprios manuscritos de Gardner. Evidências internas neste texto torna claro que é precedente às versões dos Textos ?A?, ?B? e ?C? do ?Livro das Sombras Gardneriano? e do livro ?Ajuda da Alta Magia?, por volta de 1946-48, desde que os rituais da Wicca descritos ali parecem terem sido derivados da versão do Texto A.
O LAM contem um material misturado, alguns dos quais está relacionado à magia cerimonial salomônica, outros com bruxaria e tem alguns que fazem referencia a ambos. Como muitos autores notaram, o material no livro está evidentemente fora de ordem cronológica: Gardner parece ter tido o habito de escrever o material do livro com algumas páginas em branco. Algo deste material parece ser dispersado em pedaços em muitos lugares diferentes, possivelmente como uma medida de segredo.
Eu localizei com sucesso todo o material vindo de Crowley nas partes que eu estudei e irei agora descrever os pedaços que encontrei. Estes pedaços claramente se encaixam em quatro categorias:
1) Passagens em Teoria Mágica.
2) Crowleismos.
3) Passagens Ritualísticas.
4) Reutilização de Material.
Eu gostaria então de propor o seguinte como uma possível explicação das origens do material derivado de Crowley na LAM.
1. Em alguma época entre 1920 e 1930, um grupo de ocultistas, que podem ou não terem vivido próximos de New Forest na época, estavam trabalhando com uma combinação de duas tradições magicas diferentes (possivelmente um compromisso produzido pela coalizão de dois grupos anteriores): magia cerimonial salomônica tirado das Chaves do Rei Salomão e outras fontes e também uma (talvez básica) forma de witchcraft , possivelmente com poucos rituais escritos. Como é tradicional; na magia salomônica, eles copiaram muito das Chaves do Rei Salomão manualmente e usou isto como seu livro de ofício. Em seu tempo, eles começaram a desenvolver rituais de bruxaria mais formalizados, tomando emprestado alguns elementos de suas práticas de magia cerimonial, incluindo o Rito Menor do Pentagrama e possivelmente também poucos elementos derivados de Crowley.
2. Em 1938, Gardner encontrou este grupo em Christchurch/Highcliffe próximo de New Forest e em 1939 ele foi iniciado nele. Ele filiou-se em ambos os estilos de magia e começou a copiar primeiro o material salomônico e mais tarde também adicionou alguns rituais das bruxas em um livro manuscrito o qual ele entitulou ?O Livro da Arte Mágica?.
3. Em algum momento durante a guerra, Arnold Crowther o amigo de Gardner teve a oportunidade de ter uma cópia do ?Magick in Theory and Practice?. Em algum ponto mais a frente, provavelmente depois de 1947, ele emprestou para Gardner, que copiou partes de dois ou três capítulos e extratos da ?Missa Gnóstica? de um dos aprendizes.
4. Em algum momento entre 1919 e 1946, provavelmente após a iniciação de Gardner em 1939 e possivelmente após 1940, um ou mais membros do grupo tinha uma cópia do ?the Equinox, Volume III, Número I? e o leu. Eles ficaram particularmente impressionados com o ?A Lei da Liberdade? que parecia muito compatível com a que tinham. Um ou mais deles, incluindo Gardner (e bem possivelmente Gardner apenas), editou (editaram) o texto, juntamente com um pouco de material de ?Arádia? de Leland e outros materiais de Crowley do ?The Equinox, Volume III, Número I?, para formar o ?Leviter Veslis?. Gardner copiou este no seu LAM.
5. Em 1947, Arnold Crowther descobriu quem era Aleister Crowley e ele, Gerald Gardner e possivelmente também uma jovem mulher visitou Crowley em 1 de maio de 1947. Gardner visitou novamente Crowley mais três vezes durante o mês. Neste período ele discutiu bruxaria e magia com Crowley e decidiu que a Wicca e a OTO eram altamente compatíveis. Ele foi iniciado no IV Grau da OTO e licenciado para começar um acampamento e iniciar pessoas.
6. Em algum momento, Gardner parou de usar o LAM em rituais e (possivelmente com a ajuda de Edith Grimes) copiou o material Wicca dele (mais algum material) em outro manuscrito, o conhecido Texto A do Livro das Sombras Gardneriano. No Equinócio de Verão de 1953, ele retrabalhou e recopiou o material novamente, produzindo o Texto B.
7. No Equinócio de Verão de 1953, Gardner iniciou Doreen Valiente na Wicca. Durante sua iniciação Doreen notou vários pedaços do material de trabalhos publicados de Crowley. Ela persuadiu Gardner para reescrever muitos dos rituais, removendo ou refraseando o material de Crowley e também muito do material de magia cerimonial evidentemente judaico-cristã. O resultado é o Texto C do Livro das Sombras Gardneriano.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Wicca Gardneriana
- Telepatia E Magia
- Magia, Ciência E Religião
- Xamanismo
- A Magia Da Palavra
- O Teatro Primitivo
- Teologia Da Libertação

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online