PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


QUAL CASAMENTO VOCÊ QUER PARA A SUA VIDA?



O QUE VOCE ACHA DESTE TEXTO ?

Sim, eu sei que você deve ter estranhado a pergunta deste tópico, mas tentarei esclarecer.

Há muita gente que se esquece de que a Bíblia foi escrita durante centenas de anos, por autores completamente diferentes, que sequer tiveram oportunidade de (na maior parte das vezes) conhecerem-se uns aos outros.

É óbvio, então, que há nas Escrituras, uma infinidade de diversidades culturais, as quais as pessoas nem chegam a considerar.

Uma delas diz respeito, exatamente, ao casamento. Imaginam que quando Deus determinou que o homem deixaria seu pai e sua mãe, para unir-se à sua mulher, estava instituindo a cerimônia religiosa do casamento, quando não é nada disso.

Então, para sermos didáticos, vejamos os três tipos de casamento que existem:

1. O CASAMENTO CIVIL - é aquele realizado pelo juiz de paz, no cartório ou na igreja, com a necessidade de testemunhas.

Esse casamento não é bíblico. É uma invenção humana (por sinal, historicamente, muito recente), criado com o objetivo de unir fortunas.

Quando os primeiros missionários evangélicos chegaram aqui no Brasil não o exigiam dos fiéis convertidos, para que fossem batizados, o casamento civil, pois, naquela época, nem cartórios existiam!

2. O CASAMENTO RELIGIOSO - é aquele realizado na igreja, com os noivos diante do pastor ou sacerdote e a presença de padrinhos, com marcha nupcial, templo enfeitado, etc.

Também não é o casamento bíblico, e sim, uma espécie de "rito de passagem" adotado pelo cristianismo, como se fosse a "validação" divina do casamento civil. Trata-se de uma invenção humana também.

3. O CASAMENTO TEOLÓGICO - este sim, é o verdadeiro casamento no sentido bíblico, que cumpre a determinação divina: "...deixará o homem o seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne"

O casamento teológico quase que não apresenta evidência externa, pois é espiritual, realizado no mais íntimo do coração dos seres que se amam, os quais, de livre e espontânea vontade, sem a necessidade de testemunha alguma, decidem amor, cuidado, lealdade e fidelidade um ao outro, em atitude de oração, diante de Deus.

Poderíamos citar, a título de exemplo desse tipo de casamento, a passagem bíblica em que Rebeca é trazida a Isaque e este a toma por mulher, conduzindo-a para a sua tenda.

Infelizmente, a falta de compreensão acerca dessas questões faz com que uma multidão de cristãos enganem-se a si mesmos, escondendo-se atrás de uma máscara de santidade e hipocrisia.

Quantos de nós não conhecemos dezenas, talvez centenas de casais cristãos, que permanecem casados apenas por conveniência ou por mera aparência.

Civilmente, estão casados. Religiosamente, também estão. Mas, teologicamente, há muito que o casamento se acabou; uma vez que o amor e o respeito de outrora já não existem mais.

Penso que é tempo de "comermos alimento sólido", sabendo discernir aquilo que nos convém, em detrimento de apenas de cumprir, sem compreensão alguma, inclusive, bíblica, meras convenções humanas.

Que o Senhor ilumine o seu coração.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Casamento
- Comportamento: Análise Das Revistas Femininas De 1945 A 1964
- Família - O Eterno Propósito De Deus 3
- Testemunho (maria Luiza De Carvalho)
- Uma Perspectiva Cristà Do Sexo
- A Igreja é Chiclete ?
- Direito De Familia

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online