PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


A Fé e os Desafios da Pós-Modernidade



O livro Pós- Modernidade: Novos Desafios à Fé Cristã trata de um tema amplamente relevante para todo aquele que deseja ter uma visão ampla para ler e compreender sinteticamente o comportamento da sociedade do mundo atual. Claro que o assunto é amplo e não se pretende esgotá-lo, pois o autor expõe com clareza procurando causar-lhe expectativa e impressão emocionante das mudanças radicais que vem ocorrendo no pensamento humano na sociedade pós-moderna. Os autores procuram atualizar o leitor de fatos importantes que marcaram a história humana e lhe coloca em sintonia com os desafios da pós-modernidade com o seu espírito pluralista e relativista. Eles abordam uma definição e descrição do que seja a sociedade pós-moderna e apresentam propostas para uma verdadeira postura de fé estabelecendo estratégias para o diálogo. Pós-Modernismo: Novos Desafios à Fé Cristã apresenta duas partes na sua abordagem. A primeira: ?O Jardim das Pluralidades? com Daniel Salinas, e a segunda parte: ?Pós-Modernismo e a Fé Cristã? com abordagem de Samuel Escobar. Inicialmente Salinas procura descrever qual a relação que existe entre modernidade e pós-modernidade, e procura despertar a expectativa de muitos, quando apela para definir o que seja pós-modernismo. Os que explanam sobre o assunto dizem que, ?o que todos reconhecem é que houve uma mudança de paradigma de proporções gigantescas, cujas seqüelas afetaram profundamente as cosmovisões, as crenças, o mundo acadêmico e todas as outras áreas do cotidiano humano até os nossos dias. Essa foi uma mudança que teve uma influência importante no Cristianismo, inicialmente na Europa e na América do Norte, e que logo alcançou os países do hemisfério sul?. Dois pontos importantes são apresentados por Salinas nesse processo histórico: primeiro, são as ?características da Era Moderna?, e segundo sobre a ?Influência do Modernismo no Cristianismo?. Salinas apresenta três efeitos devastadores que tem afetado profundamente o pensamento e comportamento da sociedade pós-moderna. Para levar ao alcance do leitor, muitos já afirmam que, ?a única verdade é que não existe a verdade?. Dentro desses efeitos devastadores, Salinas entra na questão do seu terceiro tópico que é ?O Jardim Pluralista?. Esses efeitos produziram profundas rupturas no pensamento da sociedade pós-moderna, onde essa constante busca rejeitar os absolutos, evidentemente preparando o mundo para florescer a idéia do pluralismo religioso e o relativismo da verdade. Os pilares abordados por Salinas abrangem três áreas de campo de estudo. O primeiro está relacionado à filosofia; o segundo, a sociologia, e por último está o campo da religião, onde o pluralismo outorga a todas as religiões o mesmo valor soteriológico. Quanto ao relativismo torna-se difícil o diálogo aberto para encontrar a verdade. Dizem: ?O importante no campo religioso, é buscar uma espiritualidade que funcione para mim?. No último capítulo de sua abordagem, Salinas suspeita de algumas áreas do comportamento cristão atual que é profundamente interessante conhecer com detalhes. O que se destaca primeiro é a questão da escatologia: a ?Bola de Cristal?; As Teologias da libertação; A Hermenêutica dos Sentidos: o chamado espetáculo religioso, onde se prega um ?evangelho? que banaliza Deus e cultua o antropocêntrico. Enfocaremos, agora, a segunda parte do livro, onde Escobar faz uma abordagem sobre ?O Pós-Modernismo e a Fé Cristã?. Ele declara inicialmente que a ?pós-modernidade apresenta um desafio colossal à fé cristalina. Ao longo de vinte séculos de história os cristãos se viram muitas vezes enfrentando mudanças culturais, onde sua fé se caracterizava por está constantemente cruzando culturas?: ?A Fé e o Choque de Culturas?. Observamos vários Momentos Culturais dentro de um mesmo país. No entanto, ?Na Situação Cultural Pós-Moderna?, Escobar enfoca que, ?o que agora vemos a nível global é que várias das pressuposições fundamentais dessa chamada modernidade têm entrado em crise, e por isso fala-se de pós-modernidade?. Nesse, Escobar levanta a questão da imposição dessa nova cultura global, e alerta dizendo que ?os crentes precisam entender como vão viver e proclamar a sua fé neste mundo ?pós-moderno. O que ele descreve diante dessa nova situação cultural, é como a fé dos crentes tem se posicionado diante dessa nova realidade: primeiro Fuga e Informalidade; Cemitério de Esperanças: Fim das Utopias; Relativismo Moral e Hedonismo; O Declinar da Razão e a Explosão do Sentimento; Persistência do Religioso, e por último o Vigoroso Crescimento do Protestantismo Popular. Na abordagem do seu último capítulo, ?Viver como Cristão no Mundo Pós-Moderno?, Escobar procura responder a pergunta de como se deve viver a fé no contexto pós-moderno. É importante perceber neste contexto atual de crises, e de mudanças profundas, onde a fé é questionada. Onde não é apenas a teologia que as pessoas querem abandonar, mas também a ética, onde se banaliza a verdadeira identidade da crença em Deus. Este tema é aplicado para pastores, estudantes de teologia e a que pessoa que deseja situar-se dentro dessa problemática atual. É importante ressaltar que nesta época da fase pós-moderna, compete-nos analisar sobre a questão da verdadeira espiritualidade que é um desafio a todo cidadão do planeta.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Modernidade Versus Pós-modernidade
- Continuação Do Resumo.
- A Origem Dos Direitos Humanos
- Identidade Cultural Numa Perspectiva Pós-moderna
- Notas Sobre O Sentido De Pós
- A Morte De Deus E O Tribunal Da Razão
- A História Da Teologia Cristã

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online