PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


O Budismo



O Budismo

Origem:
O Budismo não se trata apenas de uma religião, mas de um sistema ético e filosófico originário da India.
Seu criador, Sidarta gautama, também conhecido por Buda, sec VI (a.C.).
O Budismo tem uma ligação inicial com o Hinduismo, que no século VII teve um interrupção devido ao crescimento do Islamismo.
Como o Budismo até então já havia se espalhado pela Ásia, ele foi tomando características regionais dos seus adeptos, que inclusive podiam seguir outras religiões e não apenas o Budismo.

Ensinamentos
:
A estrututura dos ensinamentos do Budismo acompanham a idéia de que o ser humano deverá reencarnar infinitamente, após a morte, sempre tolerante aos apegos materiais. Sendo assim, o que o individuo fez numa vida será considerado na próxima, aonde conhecerá o "carma". Ao passar pelas dificuldades da vida seu intuito é chegar ao estado de Nirvana ou pureza espiritual e chegar ao fim das reencarnações.
Também os animais são muito considerados, por isso a maioria dos Budistas são vegetarianos.
A filosofia Budista está intimamente ligada a dor, acreditam que ela se origina na falta de conhecimento e no apego material, livrar-se da dor e da ignorância é auxiliada com um dos caminhos mais importantes para o adepto: A Meditação.

Evolução espiritual:
O Budismo propõe cinco comportamentos morais: não maltratar qualquer ser vivo, pois eles são reencarnações do espírito, não roubar, ter uma conduta sexual respeitosa, não mentir, caluniar ou difamar, evitar uso de drogas ou estimulantes.
Seguindo estas condições básicas, o ser individuo conseguirá evoluir e automaticamente melhorará o carma para uma vida seguinte.

O Budismo Tibetano:
A alma filosófica é a mesma, todos os seres humanos possuem alma e carma, a diferença se apresentou nas reencarnações, que neste caso obedecem um ciclo (astrológico).
Após o século XI o Budismo ascendeu com vigor, o Tibet, então havia perdido sua unidade política e força militar, e se fragmentou em numerosos pequenos espaços independentes, lutando cada um por si e entre si, favorecendo a impetrada filosófica sobre o povo.
Nesta época o Budismo, no Tibet, se diversificou com várias seitas e algumas muito precariamente se juntaram a outras de suporte político estruturada anexando-se e tornaram expressivas popularidade.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- O Budismo
- Pilares Da Fé - Budismo
- O Pensamento Oriental ? Índia
- Buda
- Buda O Filho Pródigo
- Budismo Tibetano: Políticas De Religião
- Budismo

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online