PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


www.catolicismo.com.br



No Brasil do século XVIII, dos amplos casarões e das belas igrejas em estilo barroco, floresceu a música religiosa.

  Mas foi em Minas Gerais que a música barroca culminou.

  Eram missas, novenas e ofícios, concebidos com originalidade, dentro dos padrões sacros.

  Dentre os compositores dessa época destacam-se: Manuel Dias de Oliveira, Marcos Coelho Neto, Joaquim Emérico Lobo de Mesquita e o padre José Maurício Nunes Garcia.

  A música tanto para o serviço religioso quanto para o entreterimento, era utilizada desde o tempo da construção dos primeiros arraiais e das primeiras capelas de taipa, no território das Minas.

  Os músicos em sua maioria, eram negros e mulatos, escravos ou libertos, conduzidos por um regente branco, geralmente um vigário ou padre.

  Nas festas religiosas estavam sempre presente. Os instrumentos mais utilizados eram o cravo e a flauta.

  A música barroca foi esquecida pouco a pouco por gerações, quase sepultadas. Mas, as partituras foram descobertas e devidamente avaliadas, sendo aos poucos sendo colocadas ao alcance do público.

  Alguns exemplos dos mestres barrocos mineiros gravados pela Orquestra Sinfônica Brasileira.

  Credo _ Compositor: Ignácio Parreira Neves.

  Maria Mater Gratiare ( hino a 4) _ Compositor: Marcos Coelho Neto.

  Novena de Nossa Senhora do Pilar _ Compositor : Francisco Gomes da Rocha.

ninamar

[email protected]


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Www.suapesquisa.com/barroco
- As Artes Plásticas Em Minas Gerais
- Desenvolvimento Da Ópera
- A Música Na Antiguidade
- A Questão Racial No Brasil
- O Sobrinho De Rameau
- Tiradentes, Típica Cidade Histórica Mineira

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online