PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


As origens para algumas das principais religiões



Existe uma curiosidade em relação ao que existe em termos religiosos no planeta. O judaismo e o cristianismo estão diretamente relacionados em razão do que ocorreu e pelo fato de que Jesus não foi aceito pelos judeus, mesmo sendo o Messias citado em seus livros (Torá), segundo previsões de seus profetas.

Não vamos entrar no cerne desta questão. O que gostaria de enfatizar é uma passagem bíblica que também é citada nos livros religiosos judeus. O pedido feito por deus para que Abraão sacrificasse seu filho Isaque. Pelo que é citado, Abraão prontamente teria atendido solicitando que dois de seus empregados os seguissem para a realização do sacrifício.

Abraão pede aos ajudantes que fiquem e ele diz: "Ficai-vos aqui com o jumento, e eu e o moço iremos até alí; e havendo adorado tornaremos a vós". (Gênesis 22:5).

Abraão e seu filho tomam o fogo, a lenha e o cutelo e seguem para o local.

Isaque então faz uma pergunta a seu pai: "Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? (Gênesis 22:7).

Neste momento, Abraão lhe responde: "Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho." Gênesis 22:8).

O que ocorreu depois para quem desconhece esta passagem, foi que Abraão preparou o local para o sacrifício, amarrando seu próprio filho, colocando-o sobre a lenha e quando levantou o cutelo para matá-lo, uma voz bradou dos céus e disse: "Abraão, Abraão!" ao que este respondeu: "Eis-me aqui". (Gênesis 22:11)

"...Não estendas a tua mão sobre o moço e não lhe faças nada, porque agora sei que temes a DEUS e não me negaste o teu filho o teu único." 

Quando Abraão olhou para trás havia um cordeiro com as patas amarradas, no que removeu seu filho colocando o cordeiro para ser estão sacrificado.

Esta passagem tem muita importância para os judeus, o mesmo se converte para o cristianismo, não importando suas vertentes, protestantes que se dividiram em evangélicos, ou mesmo entre católicos.

Mas o que é desconhecido para a maioria dos judeus e principalmente dos cristãos é o fato de que esta passagem também é muito importante para o mundo muçulmano e islâmico.

A diferença está na interpretação, pois para os muçulmanos e islâmicos esta passagem teria ocorrido com o filho ilegítimo, Ismael, filho de Hagar a escrava egípcia de Abraão e Sarah.

Se analisarmos a narrativa, podemos encontrar alguma forma de interpretar o que pode ter ocorrido na mudança de interpretações, uma vez que Abraão e Isaque tinham consigo duas testemunhas, que viram os dois seguirem para um sacrifício, onde não se observava a presença de um cordeiro, os dois ajudantes.

Mas também existe outro lado, onde temos a presença da escrava egípcia que pode ter tomado conhecimento dos fatos.

Curioso é que Hagar e seu filho Ismael tenham sido expulsos por Sarah, mas ao seguirem no deserto, um anjo lhes falou ordenando que voltassem, pois da semente do moço sairia uma grande nação.

Ainda na descendência de Abraão, temos os filhos gêmeos de Isaque, fruto de um caso raro de dupla ovulação por parte de Rebeca, gerando dois filhos que não tiveram semelhanças, uma vez que Esaú era alto, forte e peludo; enquanto Jacó era franzino, sem tanto pêlo em seu corpo.

Não consigo encontrar respostas quando procuro encontrar a nação que se formou pela semente de Esaú, mas tenho como uma das probabilidades a Síria.

Da descendência de Jacó, tivemos o povo de Israel, nome que Jacó recebeu depois de lutar com um anjo (Gênesis 32:28).

Não é difícil interpretar que alguns povos se formaram da descendência de Ismael, formando nações árabes.

O que intriga de certo modo, é o fato de que temos então algumas nações, com as principais religiões do planeta, a partir da semente de Abraão.

Tratamos de nações importantes no cenário internacional, com vertentes religiosas (não tratamos de segmentações) onde está a principal região de conflito do planeta, com as três principais religiões: judaismo, cristianismo e islamismo, em que se observarmos, estamos falando de parentes entre si.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Um Olhar Sobre O Extra-terrestre
- Anda Na Minha Presença 01
- Bíblia ? Introdução Ao Pentateuco
- Gênesis
- Moisés
- Construindo Um Deus Para Si
- Um Diálogo Entre Os Evangelhos

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online