PUBLICIDADE

Página Principal : História


O Sacro Império Romano Germânico



Do processo de divisão do Império Carolíngio formaram-se dois reinos: um que responde à atual França, e outro, à atual Alemanha.

 Na região da atual Alemanha, o ultimo rei carolíngio, Luís, morreu em 911. A partir de então, os duques germânicos passaram a escolher entre eles o rei. O mais famoso rei eleito por esse processo foi Oto I, o Grande, coroado em 936.

 Oto I era analfabeto, mas hábil e dinâmico, promoveu o desenvolvimento das artes e da cultura.

 Em 955, derrotou os húngaros, que ameaçavam o Leste Europeu. Mais tarde, em 961, dominou os lombardos no norte da Itália e deslocou-se para Roma, atendendo a uma solicitação do papa, que lhe pedia proteção contra os inimigos da igreja.

 Em 962, o papa João XII corou Oto I com o título de Imperador do Sacro Império Romano Germânico. Nascia assim um novo Império, uma espécie de sucessor do Império Carolíngio.

 O Sacro Império tornou-se o mais extenso Estado europeu e, apesar das transformações que sofreu, sobreviveu durante quase oito séculos e meio, perdurando até 1806.



Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Os Habsburgos
- Carlos Magno
- Constantino, O "grande"
- Império Bizantino
- O Que Foram As Invasoes Barbaras?
- I Guerra Mundial
- O Governo De Luís Bonaparte

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online