PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


Congo (folclore brasileiro 3)



Congo


Mesmo à distância se reconhece o congo pelo fulgor dos paramentos de seus varsais e riqueza plástica dos chapéus, guarnecidos de espelhos, miçangas, aljôfares e vidrilhos.


Usa-se blusão branco, mangas compridas e punhos rendados, gola nobre com babados de renda.


A calça, igualmente branca, chega aos tornozelos.


À cintura, sobre a parte inferior do blusão, prende-se um saiote de fitas multicores. .


O rosário de lágrimas é conduzido a tiracolo, da esquerda para a direita. A cor e forma do chapéu variam de um lugar para outro, ou de uma para outra guarda. Equivalem a sinal distintivo de unidade. Em razão desta autonomia, i chapéus circulares e sextavados, embora sejam estes últimos empregados com maior frequência. Da metade posterior da borda, qualquer que seja o modelo adotado, caem longas fitas, igualmente de cores variadas, até à orla do sobredito saiote.


Antes, o varsal se apresentava descalço. Mas evoluiu e, modernamente, passou a se exibir calçado com tênis branco.


Em desfile, o congo vem à frente do moçambique e do séquito real. As caixas e chocalhos imprimem-lhe ritmo dolente, quase monótono.


Dentro do conjunto dos irmãos do Rosário, a função do congo é policial. Compete-lhes ainda fornecer guardas-coroas para reis e rainhas.


O capitão comanda a guarda, à frente, armado de espada.


Corrio se disse, o congo é a guarda mais antiga da Confraria. Dele se tem formação precisa de exibição em 1760, embora o registro de André João Antonil, pseudônimo do padre jesuíta João Antônio Andreoni, tenha vindo a lume em 1711. Assinale-se, porém, que sua viagem a Minas foi nos anos 1705 e 1706. A Irmandade do Serro foi criada em 1714, sendo que o compromisso dos irmãos, tomado em livro próprio, aconteceu em 1728.




Referência:


MARTINS, Saul. Congado: Família de sete irmãos. Belo Horizonte, SESC, 1988. p.23.. . .





Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- Caboclinho (folclore Brasileiro 7)
- Cavaleiro De SÃo Jorge (folclore Brasileiro 8)
- Nossa Pátria
- Marujo (folclore Brasileiro 6)
- Vilão (folclore Brasileiro 9)
- Candombe (folclore Brasileiro 2)
- Dinâmicas Para Momentos De Encontros

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online