PUBLICIDADE

Página Principal : Estudos de Religião


O Livre Arbítrio



Quando o estimado leitor compreender nossos estudos, depois que fizer devidamente os exercícios de concentração (vide artigo), e sentir o que escrevemos, entenderá a magia que contém nas entrelinhas. Enquanto isto não acontece, continuamos nossa tarefa de tentar tocar vossos corações, fazendo-vos buscar ver o encanto que é conhecer-se... Certo dia, em meio às nossas tantas perguntas; cujas respostas só chegam nos momentos de quietude, ?observamos? um ? desenho? que, devidamente estudado, nos levou a mais uma definição de Livre Arbítrio. Pensamos em reproduzi-lo, mas, achamos que poderia ocupar muito espaço, e, sem o desenho diante dos olhos, poderemos ativar nossa imaginação (que é um exercício também necessário e útil), tirando de nossas palavras os traços para compô-lo.

Desenho: no topo de uma página em branco, tracem um semicírculo, cujo centro seja o final do papel. Do ponto imaginário do centro do círculo, com uma régua, tracem cinco linhas, tomando como base o centro, embora só iniciando na linha do semicírculo. Só precisa usar metade da folha do papel (ofício ou carta). O semicírculo de cima poderá ter uns cinco cm, no seu tamanho total (na largura). Em cada uma das linhas, tomando a própria linha como centro, tracem um círculo, da seguinte forma: em qualquer linha trace um círculo de três cm, próximo três cm do semicírculo superior. O segundo círculo trace em uma das outras quatro linhas (qualquer), a três cm de distância (para baixo) do primeiro círculo, com dois e meio cm de diâmetro; tracem os outros três círculos seguindo a seqüência -reduzindo cada um em meio cm e distante três cm do anterior (se fizerem em linhas aleatórias, o desenho fica mais harmônico). Dentro de cada círculo desenhem uma figura humana (gostaria que desenhassem a figura mais do alto, do primeiro círculo, em cima da linha, as mais afastadas, se afastando do círculo, a medida que vai descendo. No semicírculo, no alto do papel, coloquem a palavra Deus.

Explicação: As linhas são nossas ligações com Deus, todos temos, posto que dentro de nós temos a mônada, nossa essência divina. Os círculos representam nosso livre arbítrio, nossa liberdade de ser, de pensar e de nos expressarmos. Os círculos mais próximos de ?Deus? são maiores porque o livre arbítrio aumenta de tamanho na proporção que ?crescemos?, que nos tornamos pessoas melhores e mais fraternas. Outra percepção neste desenho, é que quanto maior o círculo, menos a pessoa usa o livre arbítrio; ela não sai da linha de ligação com Deus, ao contrário de quem tem o círculo menor, pois está sempre na periferia, usando toda liberdade que o concedem. Façam seus desenhos e estudem, vejam como tendo uma representação fica mais fácil a compreensão; é algo que muitos já falaram, de diversas formas; nós vos trazemos o ?Desenho do Livre Arbítrio?. Outra coisa, vocês poderão perguntar: ?Deus? não pode ser um círculo completo? Respondo: Ele incompleto, caindo da página dá a sua idéia de infinitude, para cima, para além... Tenham bom proveito nos estudos. Paz profunda, Almorine Silva.


Veja mais em: Estudos de Religião

Artigos Relacionados


- A Cruz
- Desenho Industrial
- Como Ler 300% Mais Rápido Em 20 Minutos
- Livre ArbÍtrio
- O Maior Desafio Está Em Nós
- Agnosticismo Naturista
- O Mistério Dos Temperamentos

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online