PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


A Fortuna na obra O Príncipe, de Machiavelli



A partir do fato de que Machiavelli utiliza o conceito de Fortuna, que é uma concepção teológica, em sua obra O Príncipe, a compreensão do autor acerca do termo e as implicações teológicas dela decorrentes convergem para o uso literário dessa noção mítico-filosófica. Como personificação do acaso, há implicações de caráter teológico que se firmam no termo Fortuna em que são trabalhados por Machiavelli em sua obra. Para tanto, é necessário conhecer a origem filosófica e mitológica do termo Fortuna, bem como o papel que exerceu no mundo ocidental, seja no âmbito de pensadores, artistas, poetas ou escritores. Ao detectar a evolução da conceituação e compreensão que o termo fortuna imprimiu no ocidente, foi possível perceber a influência que o termo tinha nos dias de Machiavelli, como os seus contemporâneos se rendiam à esta noçãoe como este a entendia e como essa visão teológica se relacionou com o seu pragmatismo. É possível verificar também que a ciência política de Machiavelli tem início quando ele enfoca situações como a crença na Fortuna a partir de seu realismo pragmático.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Ganhe Uma Fortuna Pela Internet? Êis A Pergunta.
- Currículo, Multiculturalismo E Formação Do Professor (1)
- Literatura Comparada
- Illuminati
- Uma Teoria De Tudo
- Comentários Sobre A Primeira Década De Tito Lívio
- Kant E O Objetivo Da "crítica Da Razão Pura"

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online