PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


DESCRIÇÃO DAS CONDIÇÕES DA POSSIBILIDADE E DOS LIMITES DA EFICÁCIA POLÍTICA



A acção política ocorre agradecimentos aos agentes que compreendem do mundo social, porque tem um conhecimento excede e é possível ser actuado nesse mundo social que actua nesse conhecimento; pelo sentido desta ?ação? é produzir, para impr respresentações (mental, verbal, gráfico, teatro) desse mundo social; pelas respresentações coletivas que podem fazer ou undo grupos e ações que os agentes empreendem transformar o mundo social de acordo com seus interesses; para destruir as respresentações que se transformam do mundo social os agentes. O trabalho político da respresentação toma à objectividade de um discurso público ou de uma prática exemplar, uma maneira de considerar e viver o mundo social; permite que os agentes sejam propriedades comuns descobertas além da diversidade das situações particulares que se isolam, eles divide-se, desmobilizam e constroem sua identidade social na base das experiências. A política nas relações da ordem social permanece devido aos esquemas de classificação imponentes, de que submetidos às classificações objetivas, produz algum reconhecimento dse, esse que não sabe o caráter arbitrário de suas fundações. A relação entre as divisões objetivas e os esquemas de qualificação, entre as estruturas objetivas e mentais, está início em um formulário da adesão à ordem estabelecida. A política estima uma subversão mental, uma conversão da visão dos agradecimentos do mundo a esta relação. Mas na ordem estabelecida e nas respresentações que gera nos agentes está uma ruptura absurda, de que supor o encontro entre o discurso crítico e uma crise objetiva, capazes de quebrar o acordo imediato entre as estruturas do built-in e as estruturas objetivas de que são um produto, e de instituir primeiramente um tipo de suspensão prática da adesão a ordem estabelecida. A subversão heretical opera a possibilidade de mudar o mundo social que muda a respresentação dse, de que contribui a sua realidade que opor uma pre - visão paradoxal que apprehends o mundo social como o mundo natural. Pre - a visão política contribui à realidade do que anuncia devido a o antecipar, para fazer para o antecipar, para o retornar concebível e principalmente digno de crédito. E para criar conseqüentemente a respresentação coletiva e a vontade que podem contribuir para o produzir. O discurso heretical contribui para quebrar a adesão ao mundo do senso comum que está sendo professado a ruptura com a ordem ordinária; contribui para produzir um sentido novo comum e para fazê-lo incorporar as práticas e as experiências tácitos ou inibidas por tudo um o grupo. Sua eficácia não reside na mágica de uma força immanent da língua. O processo dialéctico em cada um dos agentes integra quem ou o trabalho do dramatisation são cumpridos (nomeia a coisa unnamable). A passagem do estado de grupo prático ao estado de grupo instituído supor a construção de um princípio de classificação capaz de produzir o jogo das propriedades de distinção que são características do jogo dos membros desse grupo e da anulação, ao mesmo tempo, o jogo das propriedades nonpertinent que uma parte ou a totalidade de seus membros possuem sob outros títulos e que poderiam serir básico outras construções: Causam uma luta para a imposição do princípio legítimo de construção dos grupos e há uma distribuição de nenhumas propriedades (sexo, idade, instrução, etc.)


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- A Noção De Illusio Na Obra De Pierre Bourdieu
- Cadernos Do Cárcere Volume 1
- LiÇÕes Da Aula
- O Poder SimbÓlico
- El Socialismo Del Siglo Xxi En Preguntas Y Respuestas In: Hugo Chávez Y El Socialismo Del Siglo Xxi
- Cultura, Subcultura E Contracultura
- Fundo Europeu De Desenvolvimento Regional

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online