PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


LIMITES DA LOUCURA



Carl Gustav JUNG dizia que se os seres humanos fossem escalonados desde o nível do mar , para cima, subindo cada vez mais, como uma fileira interminável de pessoas que vão seguindo uma estrada acima, para acima do nível do mar em uma suposta via que levasse aos picos das maiores montanhas , as pessoas seriam atingidas pelo mar , cada vez que este subisse, mais e mais, inexoravelmente . E acabaria por pegar a todos os seres humanos, tais como as dificuldades que a vida nos impõe.
Bom, essa idéia é falsa ! Não é assim que funciona !
É óbvio que gostaríamos que a vida não tivesse estradas tortuosas e becos sem saída, que fosse tudo uma só estrada, com continuação, iluminada e que nada precisássemos mudar para chegar sempre indo mais para cima, para frente, sem necessitarmos parar para pensar e reprogramar nossos caminhos.
A DOR está sempre presente pra nos sinalizar a estrada, e balizar o caminho que devemos seguir,tal quando vamos em um determinado lugar em que não conhecemos bem, o caminho e frequentemente nos perdemos e necessitamos de informaações adicionais de outras pessoas que possam abreviar nossa chegada a esse local.
Muitas dessas pessoas vão nos ajudar. Outras vão dar informações que nos induzem em erro de raciocínio, fazendo-nos chegar a becos sem saída e estradas que não levam a lugar nenhum e é só quando estamos perdidos que percebemos que a orientação que recebemos era falsa !
Bom , as neuroses e as psicoses não dependem das tortusidades dos caminhos para nos perturbar. A neurose ou a psicose é alimentada por nós mesmos. Assim, mesmo quando percebemos que nos deram informação errada, devemos manter uma relativa calma e tentar- nos recobrar. Assim como aprender a manter distância desta pessoa que, por maldade moral , nos induziu em erro de raciocínio.
Mas somos nós mesmos as máquinas que retroalimentamos uma neurose ou uma psicose.
Conforme a vida vai seguindo, essa intuição de sensibilidade negariva é que vai-nos orientar para que aumentemos ou não nossa neurose ou psicose.
Cabe a nós mesmos nos re orientarmos, fazendo a CORREÇÃO DA SENSIBILIDADE VIA RAZÃO , afim de nos mantermos relativamente bem, não apenas na vida como para nós mesmos.
Ah, a loucura não tem limites . Ela por sí é bem elástica . Somos nós mesmos que vamos permitir ou não uma avaliação subjetiva nossa, acerca de nossa sanidade ou insanidade mental.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Infancia E JuÍzo TeleolÓgico
- Bissexuais " Normais "
- Sintomas E Sinais
- Figuras De Estilo - Recursos Estilísticos (parte 1, De A A G)
- QuestÕes Respostas
- " Velle Non Discitur "
- Hedonismo

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online