PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


História da Filosofia - Pré-socráticos



(Pitagóricos ) VI A Filosofia que vai da Jónia à Magna Grécia, pouco se sabe de Pitágoras. Os seus seguidores formaram um grupo ou seita que se submetia a estranhas normas/praches que se distinguiam entre os matemáticos. A sua escola está definida pelo modo de vida dos seus membros. Falavam de três modos de viver dando como exemplo as olímpíadas: os que vão para comprar e vender, os que vão ver e os que vão jogar.Eles vivem como espectadores, a dificuldade nesta vida é trazida pelo corpo e suas necessidades, e dizem que temos que superar o corpo. Para isso, a alma tem que estar num estado de entusiasmo. O homem que alcança uma vida suficiente, teorética, não ligada às necessidades do corpo, é sábio. Matemáticas: descobrem entes (números e figuras geométricas) que não são corpóreas mas que são dotadas de realidade o que os faz remeter para a noção de ente. Para eles o ser coincide com o ser matemático. Os números e figuras são a essência, os entes são por imitação dos objectos matemáticos. Mais do que a técnica, a matemática pitagórica é a descoberta de novos entes imutáveis e eternos. A aritmética e a geometria estão em estreita relação, 1 é ponto, 2 é recta; 3 é superfície; 4 é sólido; 10 é o número capital. também criaram uma teoria matemática da música e diziam que a cada astro corresponde uma nota e que juntos compõem a música celestial que não ouvimos por ser constante e sem variações. As ideias astronómicas dos pitagóricos foram profundas e penetrantes.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- "razão Áurea"
- Os Poderes Ocultos Dos NÚmeros
- Canto
- Fédon - Teoria Pitagórica Relativa à Imortalidade Da Alma
- Platão - A Teoria Das Idéias
- Menelau De Alexandria
- Dasein: Uma Introvisão De Heidegger

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online