PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


O Império Retórico. Retórica e Argumentação



O Império Retórico. Retórica e Argumentação (L?empire réthorique. Réthorique et Argumentation) data
de 1977. A obra encontra-se estruturada em catorze capítulos, antecedidos por
um prefácio, e desenvolve-se em dois sentidos distintos mas complementares. Por
um lado, a reflexão sobre a retórica, especialmente presente no prefácio, no
capítulo inicial e no capítulo final. Por outro lado, a análise das técnicas,
processos e princípios argumentativos, constante dos restantes capítulos e
correspondente à maior extensão da obra.

O prefácio versa sobre a pertinência da retórica
no século XX e sobre os motivos subjacentes à degenerescência da retórica. Na
senda do prefácio, o primeiro capítulo descreve as relações da retórica com a
lógica, a dialéctica e a filosofia ao longo da história e determina a ligação
que a nova retórica deve ter com cada uma destas disciplinas. Desta análise
resulta que a retórica e a argumentação são a forma de raciocínio dos domínios
não formais.

Os capítulos subsequentes debruçam-se sobre as
técnicas, processos e princípios argumentativos, designadamente sobre o
auditório, o orador, as premissas argumentativas, a escolha de elementos pelo
orador e a presença desses elementos no primeiro plano de consciência do
auditório, a linguagem, as figuras argumentativas e a interpretação. A análise
das técnicas argumentativas é objecto de especial desenvolvimento.
Distinguem-se as técnicas de ligação e dissociação e explanam-se os diferentes
tipos de argumentos compreendidos nas técnicas de ligação: os argumentos quase
lógicos, os argumentos baseados na estrutura do real, a argumentação pelo
exemplo, ilustração e modelo, e, por fim, a analogia e a metáfora. A amplitude
e força da argumentação, bem como as implicações da ordem dos argumentos no
discurso, são ainda alvo de estudo nesta análise mais técnica da argumentação.

O capítulo final retoma a reflexão sobre a
retórica, evidenciando a sua relação com a filosofia, e afirmando que o domínio
por excelência da dialéctica, da retórica e da argumentação é o dos valores. A
nova retórica impõe-se, assim, como teoria geral da argumentação e do discurso
persuasivo, aplicável ao vasto campo de pensamento não formalizado designado
por Império Retórico.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- A Alma Como Centro Do Filosofar De Platão
- A SeduÇÃo No Discurso
- Educação E Pedagogia Grega
- O Conceito De Seminário
- Arte E Civilização Da Pré-história
- Roteiro Para Produzir Uma Dissertação
- A EscolÁstica

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online