PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


Pós-Modernidade:Condições e Transgressões Humanas



Pós- Modernidade, Condições e Transgressões Humanas

Temos tomado conhecimento e sido alertados a respeito das desastrosas condições sociais e culturais atuais que vêm interferindo tanto na formação individual como na composição da comunidade universal através de estudos feitos pelos teóricos da modernidade reflexiva. No entanto, é preciso reconhecer que refletir e escrever a respeito de tais condições trata-se de um grande desafio. Isto porque, parece que as virtudes se evaporaram da alma dos humanos, entregues que foram às delícias da ?sociedade de consumo? e, ao mesmo tempo, aos suplícios do materialismo imperante. A ausência de parâmetros de julgamento para tais condutas torna ainda mais difícil, para qualquer autor, apresentar qualquer tipo de intervenção que possa ser considerada adequada para os problemas que se apresentam, visto que são decorrentes dos prazeres e dos riscos que o homem não deixa de experimentar no curso de sua vida. Observa-se que, de forma crescente e contundente, as paixões humanas vêm se sobrepondo à razão (cuja função básica é a de induzir o indivíduo a raciocinar sobre si mesmo e suas ações), o que faz com que o homem, muito fortemente, seja atraído e levado por elas e, assim, provocando sua gradativa degradação. Sendo esta a real situação humana, a filosofia contemporânea tem buscado refletir e se posicionar a respeito com o intuito de induzir e sensibilizar cada indivíduo, priorizando enfaticamente a necessidade do exercício da reflexão sobre seu eu e sua própria existência. Procura também conscientizá-lo sobre sua responsabilidade com relação ao mundo a que pertence, preparando-o para se relacionar com o que já é existente, adaptando-se a ele ou se adequando ao mesmo, visto ser cada homem herdeiro dos produtos deixados pelas gerações que o precederam. Como todo ser é dotado de vontade infinita, mas de possibilidade finita, necessita disciplinar essa vontade para que ela possa ser ajustada à realidade em que está colocada, compreender que o mundo já existia antes dele e que este o recepciona e o convida a ser participante de sua reconstrução. Além de herdeiros, os novos sujeitos humanos precisam desenvolver meios próprios para participarem da conservação e da transformação do mundo humano. Para que tais ações venham a se efetivar, presume-se, inicialmente, ser necessário reconduzir o indivíduo à incorporação, via conscientização, da verdadeira idéia do que realmente deve ser considerado como mundo e humanidade. E isto se faz necessário para que cada indivíduo possa assumir a total responsabilidade pela herança que recebeu, bem como sobre a contribuição que deixará para a humanidade e para o mundo que lhe acolheu e do qual é parte integrante.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- A Formação Da Cidadania Em Uma Sociedade Da Informação
- Cegueiras Do Conhecimento/cultura De Massas-domínio Da Racionalização
- Ortega Y Gasset - Uma Crítica Da Razão Pedagógica
- Os Sete Saberes Necessários à Educação Do Futuro
- Os Sete Saberes Necessários à Educação Do Futuro
- A Crise Na Educação (hannah Arendt)
- Os Sete Saberes Necessários à Educação Do Futuro

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online