PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


O Homem Medíocre





Como preâmbulo podemos lembrar do
dialogo do filme "Homens de Preto" (título original em inglês: Men in
Black)

Agente K: Uma pessoa só é
inteligente. A gente (o povo) é um rebanho de animais tontos, perigosos e
medrosos... Se José Ingenieros estivesse vivo
na época que o filme foi estreado, possivelmente ele aplaudiria de pé esta cena
do filme, para muitos é apenas um dialogo sem importância, mas para aqueles que
leram o livro ?O Homem Medíocre?, saberiam ou deveriam dar uma merecida consideração
a este dialogo que parece foi inspirado e tirado de seu livro. Esta é uma das obras primas de José
Ingenieros, nela ele soube colocar debaixo da lupa ao homem-massa e como um
esperto cirurgião soube usar o escalpelo para nos mostrar as características do
homem-massa porque al final seria difícil achar só um, ele se confunde e se
funde com o cenário urbano; se achássemos um, seria um original, o
homem-da-massa não tem personalidade... A obra nos ensina a reconhecer
nossa pequenez ou nossa grandeza, a mediocridade está em todas partes, na
maioria dos casos os medíocres ignoram tal fato, pois são desse jeito ou de outro
por ignorância, da mesma forma que o gênio é consciente de sua genialidade, o
medíocre ignora sua mediocridade, para ele sua vida tinha que ser de essa forma
e se alguma vez intentou ser diferente a casualidade derrotou e aniquilou seu
protesto original. Este livro junto com ?As Forças
Morais?, ?A Caminho de uma Moral Sem Dogmas? deveriam ser obrigatórios nas
Aulas de Filosofia, ou Sociologia, nas Universidades, nos Colégios, deveriam
estar em cada Biblioteca de São Paulo, de qualquer cidade que tenha por
objetivo melhorar as vidas de seus cidadãos. No ?Homem Medíocre? os medíocres
talvez ficaram conscientes de sua mediocridade, e talvez alguns tentaram remediar
o erro. Para os futuros gênios e talentosos o livro lhes servirá como um guia, sem
recuar jamais pela casualidade, e protegendo com a vida essa partícula divina
de perfeição ou de ostentar um ideal original. José Ingenieros nos ensinou a
admirar aos Gênios, a reconhecer aos verdadeiros Santos e Heróis da Humanidade,
e com isso ele agora já pertence pela grandeza de suas obras a elite dos Gênios
da Humanidade. Ele morreu aos 48 anos de idade,
cumprindo o sonho de ?morrer antes de envelhecer?, mas conquistou também a Eternidade. Ao contrario do que muitos pensam, ele nasceu na Italia com o nome de José Ingegnieros, depois já na Argentina, por escolha pessoal mudou o nome para a forma castelhana. E imitando aos grandes, seremos
indefectivelmente também grandes? Para aqueles que desejarem
treinar seu Español, tem uma copia disponível neste link:

http://www.e-libro.net/E-libro-viejo/gratis/ mediocre.pdf



Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Tropa De Elite
- O Maior Truque De Schopenhauer
- Vida De Cristo
- Mediocridade X Talento
- Desejo E Reparação
- Cuidado! O Deus Dos Imigrantes, Esta Chegando!
- A Rebelião Das Massas

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online