PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


O Que Aprendi Com Os Livros





Há quem diga que Livro não serve pra nada.
Há também quem diga que um bom Livro produz uma boa leitura, além de conhecimento e experiência.
E as experiências devem ser compartilhadas.
Quando surgiu a Internet com suas incontáveis possibilidades, muitos se apressaram em decretar a morte e o sepultamento do Livro.

Afinal, o que é o Livro, esse Ser que nos acompanha desde os tempos imemoriais, quando tudo era apenas nossa memória no tempo?
A gente nasce, cresce, reproduz, envelhece e morre, (não necessariamente nessa ordem) porém, o Livro permanece por ai, ali, aqui, acolá, nalgum lugar,empoeirado, ás vezes, nas prateleiras de bibliotecas públicas ou privadas.
É triste - mas não impossível - encontrar livros jogados e abandonados na sarjeta.
Pergunto-me o que estamos fazendo com nossa memória.
Por outro lado, hoje está mais fácil encontrar um livro.
Em (quase) cada esquina das grandes cidades vemos diversos sebos, livrarias e bancas de jornal. E isso é ótimo!
Mas na cidadezinha onde nasci não havia livrarias, só poucas e paupérrimas bibliotecas de algumas escolas municipais.
E apesar das poucas opções literárias, lá estava o Livro a convidar-nos a folhear suas páginas.
Naquela cidade de 20 mil habitantes, só havia uma banca de revistas, a qual sempre freqüentei desde os tempos da infância.

Ali tive meus primeiros encontros com os gibis de super-heróis.
Naquele tempo, muito antes da Modernidade, as bancas de revistas e jornais só vendiam revistas e jornais. Quando muito, algumas balas e bombons de sabores diversos e cartões postais.
Para conseguir livros, porém, era preciso realizar uma verdadeira via crucis.
Mas quando tínhamos um exemplar nas mãos, ah! Era a maior festa, um acontecimento.
Lembro que pessoas passavam noites em claro, envoltas na leitura de clássicos brasileiros e estrangeiros.
Havia uma preocupação com o tipo de literatura que entrava nos lares dos brasileiros daquela época.
Desde sempre, o Livro nos provoca, instiga e estimula.
Lendo, a gente conversa com o Eu interior, dialoga com a alma do mundo. Agente cresce, aprende e ensina.
O prazer da leitura nos faz sentir a delícia de saber existência de outros mundos, de outras histórias, cujos personagens, apesar da distância, se parecem muito com o cotidiano que levamos.
Quando estava lendo, eu tinha a impressão que tudo fora escrito para mim.
Eram histórias interessantes e inesquecíveis.

No mundo todo já houve diversas crises editoriais, mas o Livro manteve-se firme e forte através dos tempos.
Hoje grande parte da história da Humanidade está sendo repensada por causa da descoberta de escritos antigos.
Atualmente, valores são revistos e verdades questionadas graças ás luzes lançadas pelas páginas do velho e bom Livro.
O Livro vai acabar? Não sei.
A Bíblia, o Livro dos livros, cita em seus textos sagrados, a existência de um outro livro: o Livro da Vida.
Então penso que enquanto houver vida, haverá Livro.
Independente de sua forma.
É preocupante ? e vai contra todo bom senso, sobretudo num País como o Brasil - quando alguma autoridade pública manda fechar
uma biblioteca, alegando a falta de leitores naquele espaço!
O Livro é a vida e vida há nos livros.



Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- A Importância De Compreender
- Armas, Germes E Aço
- Para Ler Como Um Escritor
- FilÓsofo TurrÃo Desanca Leitores E Escritores
- 1808
- Como Quebrar O Vício De Seus Filhos Por Videogames?
- Uma Breve Introdução à Filosofia

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online