PUBLICIDADE

Página Principal : Filosofia


TEMPO,DROGAS, SEXO E ROCK



O ?Calendário Maia? tem o chamado ?Dia fora do tempo?. Trata-se de um dia complementar na cronologia maia e, de fato, rompe a linha-do-tempo tradicional para entrar num outro? tempo não-tempo?. Adentrar numa ?realidade atemporal? é ir do no nosso continuum de tempo para o ultra-tempo. Paul Davies, premio Nobel em física introduziu conceitos como o temporama ou ?tempo-em-bloco? num paralelo com o panorama . Freud ao valorizar o tempo da infância e Jung o inconsciente coletivo estavam referindo-se a tempos dentro de tempos dentro de grandes tempos. Já Severino Croatto, fenomenologista da religião diz: ?em muitas formas secularizadas como no cinema, nos espetáculos como o futebol em festas com certas formas de êxtase , no uso de drogas pode-se romper com o tempo tradicional. Eu acrescentaria o sexo também como sublimador para o atemporal. A saída do tempo pode ser um retorno ao ?caos pré-criacional? ou, eu acredito, numa relação amorosa a fusão com o absoluto . As drogas enquanto artificiais conduzem a uma experiência artificial da suprarealidade atemporal. Mitos antigos como o da ?Idade do ouro? e modernos no modelo da ?sociedade sem classes? conduzem para o ?outro-tempo? de outra realidade desejada. A ?Nova República?, de Platão, a ?Shangrilá? oriental ou a ?Nova Jerusalém Cristã, todas remetem-nos a um outro tempo além do tempo. Como disse Cyro dos anjos : ?As coisas estão é no tempo e o tempo está dentro de nós?. Tupi.


Veja mais em: Filosofia

Artigos Relacionados


- Escola Dos Annales
- Introdução Ao Zen Budismo
- A 3 Estrela Que Levanta Acima Do Uniforme
- Seres Pensantes E Não Apenas Idéias
- O Tempo Na Narrativa
- Segunda Profecia Maia
- Por Que Ler Os Clássicos?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online